A polícia alemã informou que abriu investigação sobre o músico Roger Waters, ex-integrante e um dos fundadores da banda Pink Floyd, depois que ele usou um uniforme em estilo nazista no palco de um show em Berlim.

Imagens do show realizado em 17 de maio mostram o cantor e baixista vestindo um casaco longo com faixa vermelha no braço, apontando uma imitação de metralhadora para o público.

O traje incluía um emblema semelhante a uma suástica feito de dois martelos cruzados – iconografia que também apareceu nos figurinos do filme The Wall de 1982, estrelado por Bob Geldof.

Símbolos, bandeiras e uniformes nazistas são proibidos na Alemanha, mas há exceções para a exibição em contextos educacionais e artísticos. Waters passou a ser investigado por suspeita de “incitação ao ódio público”, disse a polícia.

O conceito jurídico de “incitação ao ódio público” é normalmente aplicado a casos relacionados à negação do Holocausto na Alemanha, e considera ilegal o atentado à dignidade de “grupos nacionais, raciais, religiosos ou de um grupo definido por suas origens étnicas”.

“Estamos investigando por suspeita de incitação ao ódio público, porque as roupas usadas no palco poderiam ser usadas para glorificar ou justificar o regime nazista, perturbando assim a paz pública”, disse o porta-voz da polícia, Martin Halweg. As informações são do site UOL.