Um motorista de aplicativo é procurado pela polícia, suspeito de matar as duas filhas – de 4 e 8 anos – e atear fogo em um carro com os corpos dela dentro, nessa segunda-feira, 22. Ramon de Souza Pereira teria ligado para o avô das crianças avisando que teria sido traído pela esposa e mataria as filhas.

O veículo com os corpos carbonizados foi encontrado às margens da GO-462, em Santo Antônio de Goiás, Região Metropolitana de Goiânia.

Veículo foi carbonizado às margens de rodovia no município de Santo Antônio de Goiás | Foto: Reprodução

Segundo o delegado Humberto Teófilo, o homem tinha instalado um rastreador no carro da esposa, que também é motorista de aplicativo, e flagrado o encontro dela com outro homem. A partir daí, Ramon teria agredido a mulher, pegado o carro dela e buscado as filhas na escola.

Desde então, ele estava desaparecido com as crianças, até que entrou em contato com o avô delas. Ainda de acordo com esclarecimentos do delegado, durante a ligação para o avô, era possível ouvir gritos com pedidos de socorro por parte das crianças. “As meninas estavam gritando ‘não faz isso’”, explicou o delegado.

Após o crime, o homem teria fugido para uma zona de mata nas proximidades da área. A polícia ainda faz buscas para encontrar o suspeito.