RBC FM abre mais espaço para os artistas da terra

Em parceria com a Secult, a programação terá inserções de depoimentos de músicos goianos falando a respeito de seu trabalho, composições e carreira

Mariza Santana

A RBC FM vai ampliar o espaço dedicado aos artistas da terra em sua programação. Em uma parceria com a Secretaria de Estado da Cultura (Secult), a emissora de frequência modulada da Agência Brasil Central (ABC) passa a incluir, em sua programação, inserções diárias de depoimentos de músicos goianos, falando a respeito de seu trabalho, composições e carreira. E, lógico, tocando a seguir uma música dele.

“A RBC tem a preocupação de valorizar o artista da terra, e ele também terá espaço para falar sobre seu trabalho, para que as pessoas possam conhecê-lo melhor”, conta o supervisor da emissora, o jornalista e músico Reny Cruvinel. Ele acrescenta que o artista vai contar também com um espaço maior para a divulgação artística de suas atividades, como lives e shows, pois todos os espetáculos de músicos goianos serão divulgados na programação jornalística da emissora.

Novidades

O presidente da ABC, Reginaldo Júnior, destaca que a RBC FM vai viver, a partir de hoje, um grande momento e levar alegria a todos os ouvintes, por intermédio de sua nova programação e novas vinhetas. E as novidades não param por aí. “Vamos inserir em nossa programação as músicas produzidas em Goiás, com muita qualidade. Vamos mostrar que em Goiás produzimos músicas maravilhosas, que não perdem nada para o que é produzido no mundo”, afirma.

Reginaldo cita o governador Ronaldo Caiado, e diz ser esta mais uma maneira de devolver Goiás aos goianos, que serão agraciados com as melhores músicas do mundo, que também são produzidas pelos artistas goianos. “Vamos unir a Brasil Central e a Secult neste projeto”, declara.

A parceria com a Secult

O titular da Secretaria de Estado da Cultura, César Moura, considera “extremamente importante” a iniciativa de possibilitar maior participação dos músicos goianos na programação da RBC FM. Ele lembra que a Pasta se reuniu com os representantes do Fórum de Cultura e já iniciou um trabalho, em suas redes sociais, para apoiá-los nesse momento de pandemia.

Esse apoio ocorre por meio da divulgação dos contemplados pela Lei Aldir Blanc e também daqueles que tiveram algum projeto aprovado pelo Fórum de Cultura do Governo de Goiás. E ressalta: nenhum outro governo repassou tantos recursos para o setor da cultura como o atual. Diz que a pandemia trouxe dificuldades até para duplas sertanejas de sucesso nacional, então é possível imaginar como está a situação dos pequenos artistas. “Dessa forma, os pequenos se sentirão valorizados”, avalia.

Exibir a qualidade da produção goiana

A coordenadora do Departamento de Conteúdo da TBC e integrante do Conselho de Cultura do Estado, Mazé Alves, as emissoras da ABC, tanto as rádios quanto a TV, sempre foram referência para as produções culturais locais. “É com muita felicidade que vejo a cultura conquistar, de novo, esse espaço de divulgação junto à sociedade goiana”, diz. Ela considera que, através desse trabalho intenso em prol dos artistas goianos, o intuito é mostrar que nossos realizadores culturais, independente das suas áreas, têm qualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.