Pedro Sales lança livro sobre a influência do STF no multipartidarismo brasileiro

Em sua obra de estreia, A Hiperfragmentação Partidária no Brasil, o mestre em Direito Constitucional e servidor de carreira do Supremo Tribunal Federal tece críticas às intervenções jurídicas sobre matérias políticas que resultaram na criação de novas siglas partidárias

O presidente da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra) e da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Pedro Sales, lança seu primeiro livro, A Hiperfragmentação Partidária no Brasil, nesta quinta quinta-feira, 09, às 19h, no Centro Cultural Oscar Niemeyer, em Goiânia. Em 210 páginas, o gestor, advogado, especialista em Direito Tributário e mestre em Direito Constitucional pelo Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP) analisa o papel do Supremo Tribunal Federal (STF) na construção de um multipartidarismo extremado no país.

O autor explica que sua obra de estreia é a mistura de duas matérias pelas quais é apaixonado – conhecimento jurídico e ciência política –, além de ser o resultado de um cuidadoso trabalho para a composição da sua dissertação de mestrado. “É uma crítica ao cenário partidário nacional, às decisões do STF, que, muitas vezes, equivocaram-se ao intervir em assuntos políticos e acabaram incentivando a criação de novos partidos e a mercantilização de ativos eleitorais”, conta.

Essa interferência, defende Pedro Sales, gerou a proliferação de siglas que muitas vezes não têm ressonância no campo ideológico da sociedade. Para ele, o fato de haver esquerda, direita, centro, centro-direita, centro-esquerda justificaria a existência de apenas sete ou oito partidos, que conseguiriam acomodar toda a pluralidade política brasileira.

Como secretário da confiança do governador Ronaldo Caiado, é ele quem, desde 2018, arruma a casa para o desenvolvimento de um novo e eficaz modelo de gestão. Não à toa, foi indicado para a equipe de transição de governo, assumiu a Secretaria Estadual da Administração (Sead), presidiu a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego), e, hoje, acumula a presidência de duas pastas de grande importância para o Estado, Goinfra e Agehab.

A experiência profissional de Pedro Sales, em Brasília, também valida cada linha do seu livro. No STF, exerceu os cargos de analista judiciário e assessor de ministro e, no Senado Federal, de assessor parlamentar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.