Edição 2018 da Flip começa em Paraty com homenagem a Hilda Hilst

Curadora acredita que a escolha da homenageada trará discussões mais existenciais e filosóficas ao evento, sem abrir mão da diversidade e debates políticos

Hilda Hilst | Foto: Instituto Hilda Hilst/Divulgação

*Com informações do Portal Brasil e EBC

A partir desta quarta-feira (24), os olhos dos amantes da literatura se voltam para a cidade de Paraty. A cantora Jocy de Oliveira e da atriz Fernanda Montenegro vão dar o pontapé inicial com homenagem à escritora que será o destaque da edição: Hilda Hilst.

A curadora da Flip, Joselia Aguiar, acredita que a escolha da homenageada trará discussões mais existenciais e filosóficas ao evento, sem abrir mão da diversidade que marcou a edição anterior, que homenageou Lima Barreto, um autor negro cujo projeto literário tocou diretamente em questões sociais de um país marcado pelos séculos de escravidão.

“Essa Flip de 2018 está mais voltada para o mundo de dentro. A gente tem um programa plural com autores e autoras homens e mulheres, brancos e negros, conversando sobre questões como o amor, a morte, o desejo, a transgressão na arte, a escrita de si, e, ao mesmo tempo, mesas com debates mais candentes”.

Apesar dessa atmosfera mais introspectiva, o evento não esquivar-se dos temas políticos, como no caso de uma mesa que reúne a brasileira Djamila Ribeiro e a argentina Selva Almada, que discutem como a literatura tem interferência na realidade pessoal e na sociedade ao discutir temas como o feminicídio.

Questões raciais, sociais e políticas também tem lugar em outros pontos da programação, como na mesa com o escritor congolês Alain Mabanckou, ou com o carioca Giovani Martins, nascido na periferia do Rio.

A décima sexta edição do evento conta com 33 autores convidados, 17 mulheres e 16 homens, brasileiros e estrangeiros, no programa principal. A estrutura física para a Flip está diferente neste ano, com uma nova tenda para 500 lugares na Praça da Matriz. Um auditório também na praça com entrada gratuita e capacidade para 700 pessoas onde vão ser transmitidas em telão as mesas da programação principal continua nesta edição.

Visitantes já movimentam Paraty | Foto: Agência Brasil

O prefeito de Paraty, Casé Miranda, destaca a reabertura de um cinema público na cidade durante a Flip e aponta que Paraty já está preparada para receber os cerca de 20 mil turistas esperados.

A Flip vai até o dia 29 de julho. Paralelamente à mesa principal do evento, a Flipinha, dedicada ao público infantil, a Flipzona, com atividades culturais e de tecnologia, a Flip Mais, e a Off Flip, organizada por produtores independentes oferecem centenas de atividades gratuitas e para todas as idades, além da programação gratuita nas casas parceiras.

Deixe um comentário