A Coreia do Norte voltou a realizar disparos de artilharia neste sábado, 6, perto de ilhas da Coreia do Sul, segundo a Agência France Press (AFP). Ao todo, cerca de 60 disparos caíram no mar, assim como no último evento. Entretanto, localidades próximas ainda foram evacuadas por precaução.

Conforme a agência de notícias Yonhap, todos os disparos caíram entre a fronteira marítima das duas Coreias. Na sexta-feira, Pyongyang realizou 200 disparos parecidos na mesma região. Como as peças caíram na água, não houve danos estruturais e ninguém ficou ferido.

Entretanto, as ações foram vistas como um sinal de provocação e regiões próximas, como as ilhas de Yeonpyeong e Bangnyeong, ainda emitiram alertas para que a população buscasse abrigo.

Em comunicado, a Coreia do Sul repudiou os atos de provocação e advertiu o país vizinho. “A Coreia do Norte voltou a disparar artilharia em uma zona neutra nesta manhã e isso foi um ato de provocação que ameaça a paz na península e aumenta a tensão”, diz o comunicado do ministro da Defesa, Shin Won-sik.

Ao mesmo tempo, Seul informou que não planeja realizar disparos no mar para responder em resposta. Um exercício militar também está sendo realizado na ilha de Yeonpyeong, segundo o Yonhap.