O município de Jaraguá ajuizou uma ação civil pública em desfavor da empresa Equatorial Goiás, alegando má prestação de serviços na cidade. Os vereadores, a Associação Comercial e Industrial e a Câmara de Dirigentes Lojistas de Jaraguá apoiaram a iniciativa do município, com o intuito de buscar uma solução para o problema, que vem causando sérios prejuízos ao comércio e indústrias locais, além de comprometer serviços essenciais, dos quais dependem os cidadãos para atender necessidades básicas.

Segundo comunicado da prefeitura, ante a péssima atuação da Equatorial Goiás no município e atendendo ao clamor de toda a população, restou a busca de medidas judiciais para que, em caráter de urgência, a empresa promova investimentos na subestação que abastece a cidade. A ação ainda contempla pedido de indenização por dano moral coletivo, sem prejuízo de que cada consumidor lesado também busque a reparação dos danos sofridos.

A nota afirma ainda que, devido à grande quantidade de reclamações registradas junto ao PROCON motivadas pelas constantes interrupções no fornecimento de energia elétrica, a empresa já havia sido multada pelo órgão de defesa do consumidor. O comunicado afirma que foram inúmeras as tentativas de resolver a situação pelas vias administrativas. Todavia, até o presente momento, nenhuma solução efetiva fora apresentada.