Resumo das oitavas de final da Copa do Mundo: zebra, curiosidades e os melhores desta fase

Mundial está cada vez mais próximo da grande final e seleção brasileira segue consolidada como uma das favoritas

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

De Samara, Rússia

As oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia começaram com um jogaço entre França e Argentina, vencido pelos franceses por 4 a 3, no sábado (30/6). Mais tarde, em outra partida emocionante, Uruguai derrotou Portugal por 2 a 1, com dois gols de Edinson Cavani.

Dessa forma, o argentino Lionel Messi e o português Cristiano Ronaldo, os dois melhores do mundo nos últimos dez anos, foram eliminados do mundial no mesmo dia. Mas, mesmo sem os dois craques, a Copa do Mundo seguiu com boas partidas e algumas surpresas.

O domingo (1º/7) entrou para a história como a nona vez em todos os mundiais que os dois jogos do mesmo dia foram para a prorrogação e a segunda em que ambos são decididos em cobrança de pênaltis — a outra foi em 1986, nas partidas entre França x Brasil e México x Alemanha.

A Croácia eliminou a Dinamarca, com defesas impressionantes de penalidades máximas por parte do dois goleiros. Por sua vez, a Rússia, de maneira surpreendentemente, derrotou a Espanha.

O jogo entre os donos da casa e os espanhóis teve um fato curioso. Em 1970, a então União Soviética, contra o México, fez a primeira substituição na história dos mundiais. Em 2018, foi a vez da Rússia fazer quatro substituições em uma mesma partida pela primeira vez — a regra da quarta substituição na prorrogação começou a valer a partir desta Copa do Mundo.

Em um jogo seguro, Brasil derrotou o Japão por 2 a 0, com gols de Neymar e Firmino, na segunda-feira (2/7). Na outra partida do dia, quase rolou mais uma zebra. O Japão chegou a abrir 2 a 0, mas, no último lance, a Bélgica conseguiu a virada a vai enfrentar a seleção brasileira nas quartas de final.

O último dia das oitavas foi marcado por uma vitória morna da Suécia em cima da Suíça por 1 a 0 e uma emocionante disputa de pênaltis entre Colômbia e Inglaterra, vencida pelos ingleses, após a equipe colombiana empatar no último minuto do tempo normal.

Ao todo, foram 24 gols marcados nas oito partidas — média de 3 por jogo. Os grupos A e G tiveram os seus dois representantes classificados às quartas de final, enquanto o B e o H não tiveram nenhum — Espanha e Colômbia foram os únicos primeiros colocados na fase de grupo que perderam nas oitavas.

Seleção brasileira
Neymar fez um jogo à altura da expectativa que se tem em torno de um jogador como ele. Com um gol e uma assistência, foi o craque do Brasil na vitória contra o México. O gol de Neymar, inclusive, fez com que a seleção brasileira se tornasse no time com mais gols marcados na história das Copas do Mundo — 227.

Os outros destaques da equipe brasileira foram a sólida defesa com Thiago Silva e Miranda, além de Willian, que, finalmente, “estreou” na Copa do Mundo, com boa movimentação, especialmente no segundo tempo.

Os pontos negativos ficam por conta da suspensão de Casemiro para a partida contra a Bélgica devido ao segundo cartão amarelo — a tendência é que Fernandinho entre em seu lugar — e de Gabriel Jesus, que, apesar de ter participado ativamente da marcação, segue sem marcar gols — Firmino, que deixou o seu, é candidato a tomar a vaga do jogador do Manchester City.

O zagueiro Marquinhos entrou no final do jogo e, com isso, os únicos convocados que ainda não atuaram são os dois goleiros reservas, Ederson e Cássio, o zagueiro Geromel, o volante Fred e o atacante Taison.

Os melhores
Veja abaixo a seleção dos 11 melhores jogadores das oitavas de final:

Kasper Schmeichel (Dinamarca)
Benjamin Pavard (França)
Pepe (Portugal)
Yerry Mina (Colômbia)
Lucas Torreira (Uruguai)
Emil Forsberg (Suécia)
Eden Hazard (Bélgica)
Kylian Mbappé (França)
Neymar (Brasil)
Edinson Cavani (Uruguai)
Harry Kane (Inglaterra)

Quartas de final
Confira os confrontos da próxima fase da Copa do Mundo:

Uruguai x França — sexta-feira (6/7), às 11h*
Brasil x Bélgica — sexta-feira (6/7), às 15h*
Suécia x Inglaterra — sábado (7/7), às 11h*
Rússia x Croácia — sábado (7/7), às 15h*

*horário de Brasília

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.