O prefeito Rogério Cruz (Republicanos) anulou 26 exonerações e três dispensas de servidores municipais na edição suplementar do Diário Oficial do município, publicada ainda na quarta-feira, 27. Ao todo, na última edição do documento, foram publicadas 2.156 demissões de funcionários da Prefeitura de Goiânia, incluindo 1.468 exonerações e 688 dispensas.

Além de voltar atrás na decisão para alguns colaboradores municipais, o prefeito ainda nomeou uma nova diretoria de Ordenamento Urbano para Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação.

O prefeito Rogério Cruz (Republicanos) exonerou nesta quarta-feira, 26, cerca de 1.468 servidores públicos da Prefeitura de Goiânia e dispensou outros 688 funcionários da capital. Ao todo, foram 2.156 demissões publicadas na edição de hoje no Diário Oficial do município (nº 7911).

Todas as demissões constam no decreto nº 4321 de 26 de outubro de 2022, sendo de várias secretarias e órgãos da Prefeitura. Desde a Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA) até a Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Além de serem de cargos variados, com assessores, superintendentes e até membros da Orquestra Sinfônica de Goiânia.

Em nota, a Prefeitura afirmou que os servidores demitidos ocupavam cargos comissionados e que faziam parte de uma “reorganização administrativa”. “Nenhum ato legal fica comprometido com a medida, visto que não houve exoneração de titular de nenhuma pasta, servidor competente para praticar todos os atos necessários. Ademais, os servidores efetivos continuam a cumprir suas competências regimentais”, explicou.