Em seu discurso de despedida da Câmara Municipal de Goiânia, depois ter o mandato cassado, a vereadora Gabriela Rodart (PTB) disse que vai trabalhar até o fim: “Eu não vou desistir de continuar fazendo o melhor possível”, declarou. “Com mandato ou sem mandato, se retornar futuramente ou não, a minha missão será essa: continuar servindo com tudo que eu tiver nas minhas mãos”, completou.

Em sua fala com forte apelo religioso, a vereadora disse que quer ser a melhor política que Goiânia já teve e criticou quem torce contra. “Infelizmente muitas pessoas aplaudiram o que está acontecendo”, lamentou Gabriela. Ela ainda agradeceu os colegas vereadores e desejou sorte ao vereador Marcio do Carmo (DC), que vai assumir o mandato.

Na última terça-feira, 23, a Câmara Municipal de Goiânia recebeu do Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO) ordem para que o primeiro suplente do Democracia Cristã, Raphael da Saúde (DC) assuma a vaga de Gabriela Rodart (PTB), que perdeu o mandato por infidelidade partidária. Com a perda do mandato, essa será a sexta mudança na configuração na Câmara, seja por perda de mandato ou por vereadores que foram eleitos deputados estaduais.

Dança das cadeiras na Câmara Municipal de Goiânia | Foto: Montagem

Atualmente, Raphael exerce o mandato no lugar de Wellington Bessa, que se licenciou para assumir o cargo de secretário Municipal de Educação de Goiânia. Com isso, o segundo suplente, Márcio do Carmo (DC), assume o mandato de Bessa na Câmara.