O Ministério da Igualdade Racial divulgou que planeja enviar notificações às autoridades espanholas e à La Liga, a entidade responsável pelo campeonato espanhol. Essa ação foi tomada em resposta a mais um incidente de racismo direcionado ao jogador Vinícius Junior, o Vini Jr, atacante do Real Madrid.

 “O governo brasileiro não tolerará racismo nem aqui nem fora do Brasil! Trabalharemos para que todo atleta brasileiro negro possa exercer o seu esporte sem passar por violências”, informou a pasta.

A titular da pasta, Anielle Franco, também prestou apoio ao jogador Vini Jr. “Independente de brilhar como Vini brilha, o racismo não dá sossego. Vamos trabalhar para superar todo o odioso racismo que jogadores brasileiros ainda sofrem dentro e fora dos campos e das quadras”, escreveu.

O perfil do Ministério dos Esportes afirmou que criará um grupo de trabalho “para discutir ações para que todos os esportes ocorram sem racismo e que racistas sejam punidos”.

Já o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, ressaltou que o caso é “deplorável, inaceitável e deve ter consequências”.