O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Ricardo Lewandowski suspendeu a decisão do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) neste domingo, 30, que considerou o recurso de Pablo Marçal (Pros) para validar a candidatura a deputado federal. Sendo assim, Paulo Teixeira (PT) assumirá o mandato no cargo de parlamentar.

Marçal teve o pedido de registro de candidatura negado por falta de documentos, mas foi liberado para concorrer na condição de sub judice no primeiro turno. Entretanto, o TRE-SP havia validado a candidatura que recebeu 243.029 votos, antes da decisão final do TSE.

Por meio das redes sociais, Teixeira comemorou o fim da indecisão. “Reassumi a posição de candidato reeleito como deputado federal. A Justiça Eleitoral restabeleceu a vitória do Direito e da Democracia. A vitória hoje vai ser tripla!”, tweetou o secretário geral do Partido dos Trabalhadores (PT).

Até o momento, o coach Pablo Marçal ainda não se manifestou a respeito da decisão do TSE.