O jornal norte-americano The New York Times publicou nesta quinta-feira, 27, um vídeo afirmando que a a eleição presidencial no Brasil irá “definir o futuro do planeta”, uma vez que o vencedor irá ter o controle de mais da metade da floresta amazônica.

No vídeo, de mais de seis minutos de duração, o jornal condena a gestão ambiental do governo Bolsonaro e lista medidas como desmonte das agências de fiscalização, aumento do desmatamento, descaso com terras indígenas e proximidade do agronegócio.

“As elites do agronegócio brasileiro o amam por isso. Eles fizeram bilhões conforme ele transformava a floresta em terras agrícolas”, diz trecho do vídeo.

O material também fala da relação de Lula com a Amazônia, lembrando especialmente de sua primeira gestão. Na reportagem, o NY Times destaca que o ex-presidente “criou novas áreas de conservação que eram maiores do que todo o Reino Unido, cobrou bilhões em multas ambientais e inventou um sistema de satélite [para monitorar a derrubada de árvores] que Bolsonaro vem ignorando”.

Ao fim do vídeo, a mensagem é direta: “Todos nós precisamos desesperadamente de um novo presidente que não queime toda a Amazônia”.

Líder indígena

A reportagem conta ainda com participação da indígena Txai Suruí, ativista que denunciou a gestão ambiental do governo Bolsonaro no Conselho de Direitos Humanos da ONU. De acordo com Surí, esta eleição “é a última chance de salvar a Amazônia”. “Você também precisa da Amazônia para sobreviver e em breve seu destino vai ser decidido por um desses homens”, declarou.