A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou neste sábado, 30, que a bandeira tarifária em vigor para o mês de outubro será a verde, o que significa que não haverá custos adicionais nas contas de eletricidade dos cidadãos brasileiros. A Aneel atribui essa decisão às condições favoráveis da geração hidrelétrica, mantendo a bandeira verde desde abril do ano passado.

Sandoval Feitosa, diretor-geral da Aneel, explicou que esse cenário positivo se deve aos custos mais baixos de geração de energia. “A produção de eletricidade tornou-se mais econômica devido às chuvas mais abundantes nos reservatórios, permitindo o aproveitamento das hidrelétricas, que têm custos de geração mais baixos em comparação com outras fontes. Além disso, há o crescimento das usinas eólicas e solares, principalmente no Nordeste do país.”

A Aneel monitora regularmente as projeções para as bandeiras tarifárias e, com base nos dados disponíveis até o momento, a expectativa é que a bandeira verde permaneça em vigor até o final do ano.

Vale ressaltar que a bandeira verde beneficia todos os consumidores do Sistema Interligado Nacional (SIN), uma rede de transmissão que conecta usinas de energia aos consumidores em todo o Brasil. A exceção é o estado de Roraima, que não está integrado ao SIN.