Celebrado no dia 14 de fevereiro nos EUA, o Valentine’s Day é voltado à celebração da paixão, do romantismo, do afeto, carinho, paixão, e vários outros sentimentos relacionados ao amor. Diante da vibração positiva da data, é possível demonstrar os benefícios existentes por trás da ocitocina, conhecida como o hormônio do amor.

De acordo com a psicanalista Andrea Ladislau, o sentimento é capaz de mexer com o equilíbrio físico e emocional do ser humano e aumentar a sensação de bem estar, reduzir o estresse, diminuir a ansiedade, afastar os medos, elevar a autoestima e até mesmo melhorar quadros depressivos.

“Quando amamos, podemos nos sentir mais fortes emocionalmente. Até porque estamos em franca produção do hormônio do amor, um dos neurotransmissores da felicidade, que é a ocitocina”, explica a especialista, ao portal Saúde em Dia.

A profissional ressalta que o amor é, ainda, uma arma contra doenças, tendo capacidade de aumentar, inclusive, a imunidade. “Em tempos, como os atuais, onde tudo é para ontem e acabamos atropelando as relações tornando-as mais rasas e automatizadas, esse sentimento também é a maior arma contra o ódio, a indiferença, a intolerância e os conflitos”, acrescenta.