A obra do centro de con­venções de Anápolis está prevista para ser entregue em dezembro des­te ano. O projeto foi elaborado pelo arquiteto Manoel Balbino e atende as solicitações do governador Marconi Perillo (PSDB). Lobby, salas e pavilhões de exposições, restaurante, auditórios e teatro totalizam mais de 32 mil m² de área construída. A obra é construída em consórcio das empresas Artec, Serrana e CCB, e segundo a engenheira Waléria Câmara, que acompanha os serviços pela Secretaria de Indústria e Comércio (SIC), o complexo será “o maior e melhor do Centro-Oeste”. O prédio tem mui­to vidro, de forma a aproveitar a iluminação natural. O piso, com exceção do teatro e pavilhões, foi feito com granito produzido em Goiás. “Nós demos a oportunidade para as empresas goianas participarem”, a­firma Waléria. Em local es­tra­té­gico, o centro integra um com­plexo logístico e de infraestrutura e propõe promover a geração de empregos e distribuição de renda, além do desenvolvimento socioeconômico.