Marcos Aurélio Silva
Marcos Aurélio Silva

Perfil conciliador capacita Lissauer Vieira a alçar voos mais altos em 2022

Presidente da Alego tem recebido prefeitos e lideranças municipais de todas regiões do Estado, reforçando habilidade de interlocução política

Há pouco mais de dois anos o nome do atual presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira (PSB) era quase desconhecido no meio político. A surpresa para muitos veio no final de janeiro de 2019, quando há poucos dias da eleição para a presidência, sua articulação ponderada e diplomática o elevou a presidência da Mesa Diretora do Legislativo goiano. À época, muitos veteranos da política se surpreenderam com a capacidade de diálogo do parlamentar, até então considerado apenas como “representante do agronegócio”, que ocupava o seu segundo mandato de deputado estadual após vitória consagrada com a maior base eleitoral em Rio Verde –  cidade considerada o celeiro do setor produtivo goiano e grande peso nas decisões políticas no Estado.

Lissauer tem um perfil que na política quem o possui costuma despontar: é bem articulado, demonstra humildade com seus colegas, é conciliador e  moderado. Parlamentares e amigos que o conhecem desde que começou na política apontam que o deputado é sempre pé no chão e ponderado em suas decisões públicas. Em pouco mais de dois anos à frente do Legislativo, ele costurou relações que hoje reflete em maratonas de reuniões com prefeitos, vereadores e lideranças políticas de todas correntes ideológicas.

As tratativas destas reuniões não se limitam às demandas dos gestores. Lissauer exerce sua capacidade de articulação de forma intensa e contínua. É considerado por vereadores, prefeitos e colegas parlamentares como um canal para negociações administrativas e políticas. O presidente da Alego é hábil na condução de suas conversas, mas também sabe ouvir muito bem. 

As características que se destacam em Lissauer foram bem utilizadas nas eleições municipais de 2020. Ele participou ativamente das articulações para o pleito eleitoral. Não se limitou à região de Rio Verde ou mesmo a apenas correligionários do PSB. Ele ajudou a costurar alianças e hoje colhe frutos por ter influenciado na vitória de aliados de conquistou. O presidente da Assembleia foi um dos principais fiadores da candidatura de Diego Sorgatto (DEM) à Prefeitura de Luziânia –  uma vitória estratégica para caiadistas que buscavam conquistar espaços na região do Entorno. 

O bom relacionamento também é uma característica destacada pelos próprios colegas de parlamento. É clara a capacidade de Lissauer de conquistar apoio dos seus pares. O presidente da Assembleia usa sua habilidade e prestígio como instrumento de convencimento, que lhe dão capacidade de ação parlamentar muito forte. Deputados de situação e oposição costumam frequentar o gabinete da presidência e reconhecem as condutas do presidente, tanto na articulação política como também na gestão da Alego.

Lissauer assumiu em 2019 a Mesa Diretora da Casa com alguns desafios, entre eles, dar andamento à construção da nova sede do Legislativo, que por muitos anos, foi descredibilizada pelas inúmeras paralisações e desperdício de dinheiro público. A retomada da obra foi autorizada, e tem cronograma de entrega para outubro deste ano. Neste meio tempo, ele se reelegeu para a presidência por unanimidade e, antes ainda de assumir o segundo biênio, outro destaque na sua trajetória foi a proximidade com o governador Ronaldo Caiado e sua equipe de governo. O parlamentar atuou de forma muito oportuna para a reforma previdenciária em Goiás e também se tornou um forte aliado do governo nas ações de enfrentamento à Covid-19.

Na Assembleia, Lissauer cumpre papel fundamental para garantir a governabilidade de Ronaldo Caiado, e isso é evidenciado pelo  democrata, quando manifesta gratidão pelo apoio do Legislativo, fundamental para a resolução de alguns impasses e aprovação de matérias polêmicas, mas de interesse fundamental para os goianos.

Lissauer já anunciou que é pré-candidato a deputado federal, e a depender da relação que tem construído com as prefeituras municipais, a eleição é tida como certa. No entanto, nos bastidores, a informação é que a relação junto ao Caiado lhe reserva voos mais altos para 2022, como uma possível composição em sua chapa, como vice-governador. 

Aos poucos, com prudência e disposição, ele tem conseguido resultados importantes. Aberto ao diálogo, com postura franca e democrática, sem embates polêmicos e avesso à baixarias, ele tem se capacitado para um futuro promissor. E a depender da observação de políticos experientes, “ele não vai demorar a alçar voos mais altos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.