Hélio Rocha
Hélio Rocha

Carlos Páez Vilaró, o criador da Casapueblo e pai de um sobrevivente de desastre aéreo

O artista plástico tornou-se amigo de Vinícius de Moraes, quando o poeta servia como diplomata no Uruguai.  Uma música infantil de Vinícius foi inspirada pela Casapueblo

Casapueblo, no Uruguai | Foto: Reprodução

Há alguns anos tive a oportunidade de conhecer o pintor, ceramista, escultor, escritor e empresário uruguaio Carlos Páez Vilaró (1923-2014), criador da Casapueblo, local muito visitado por turistas, que fica em Punta Ballena, nas proximidades do balneário de Punta Del Este.

Carlos Páez Vilaró me autografou um exemplar do livro de sua autoria “Entre Meu Filho e Eu, a Lua.” O livro conta a história do dramático resgate de seu filho, Carlito Páez, um dos sobreviventes de um acidente aéreo ocorrido num ponto remoto dos Andes, no Chile, com um avião Farchild da força aérea uruguaia que conduzia 45 pessoas.

Carlos Páez Vilaró: um criador polivalente | Foto: Reprodução

O acidente ocorreu no dia 13 de outubro de 1972, seria muito noticiado e chegou até gerar filmes e documentários. Morreram 28 dos passageiros.

Aconteceu algo espantoso. Os sobreviventes se alimentaram dos corpos dos mortos, que ficaram conservados na neve.

Sobreviventes de um acidente de avião | Foto: Reprodução

Depois de muita procura, o governo chileno suspendeu as buscas. Mas Carlos Páez Vilaró, por causa do filho, dirigiu-se a Santiago para exigir que as buscas continuassem e ele também faria parte. À véspera do Natal, no dia 23 de dezembro de 1972, o grupo de sobreviventes foi finalmente salvo. Um grupo saiu do local onde estavam os destroços do avião, enfrentando a neve, e conseguiu buscar socorro para os demais.

Carlos Páez Vilaró tornou-se muito amigo de Vinícius de Moraes, quando o grande poeta e músico servia como diplomata no Uruguai. Uma música infantil de Vinícius foi inspirada pela Casapueblo.

Carlos Páez Vilaró morreu em 2014, aos 81 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.