Euler de França Belém
Euler de França Belém

Vassil Oliveira deve criar espaço de mais liberdade entre a Imprensa e o governo Caiado

Agregador e equilibrado, secretário de Comunicação do governo Caiado é talhado para criar novo modelo de relacionamento entre o setor público e a mídia

Vassil Oliveira: vasta cultura a serviço da comunicação pública

O jornalista Vassil Oliveira será o secretário de Comunicação do governo de Ronaldo Caiado (DEM). A escolha tem a ver com o fato de que trabalhou na campanha, como assessor de Imprensa do presidente do DEM, e que tem ampla experiência na área. Foi editor-chefe do “Jornal da Segunda” e da “Tribuna do Planalto” (jornal que substituiu o primeiro), editor de Política de “O Popular” e colaborou com o Diário da Manhã e com o Jornal Opção. Ele foi assessor de Imprensa de Alcides Rodrigues, quando este foi governador Goiás, entre 2006 e 2010.

Como repórter, editor e assessor de Imprensa, Vassil Oliveira sempre se pautou pela moderação e pelo caráter diplomático em suas relações. A frase “sempre um gentleman” o define à perfeição. O poeta e crítico Salomão Sousa, um de seus melhores amigos, o admira pela cultura e pela lhaneza. É agregador, fala de maneira calma e jamais eleva a voz. Como no caso de Manuel Bandeira, diagnosticado pelo crítico Davi Arrigucci, Jr., trata-se de uma “humildade vigilante”.

Mas há outro Vassil Oliveira, o que comprova que é múltiplo e não unidimensional. Há o Vassil Oliveira prosador e poeta, além de autor de ensaios sobre política que chegaram ao formato livro. O jornalista Iúri Rincon Godinho costuma sublinhar que é um dos jornalistas que mais compreendem a diversidade e contradições da política em Goiás.

Há o Vassil Oliveira homem de vasta cultura. É difícil não dizê-lo “amigo dos livros”. Não há uma livraria em Goiânia que não frequente e não compre livros. Sua preferência é por literatura (romances, contos, poesia), mas adquire livros em várias áreas (política, história, biografias, crítica literária). Conhece como poucos a literatura universal e a brasileira.

Vassil Oliveira aprecia cafés, nos e fora dos shoppings. Porque nos cafés reúne-se com seus amigos, com os quais pode conversar sobre literatura, política e a vida.

Novos tempos para a comunicação

A vida de um secretário de Comunicação nem sempre é fácil. Porque, cada vez mais, escasseiam os recursos financeiros para os meios de comunicação — o Estado paternalista está perdendo forças — mas as demandas continuam altas. A rigor, se anunciar menos, o governo terá menos controle sobre jornais, portais, blogs e emissoras de rádio e televisão. O que, certamente, será positivo para a mídia, que se tornará mais livre. Os tempos modernos — os novos leitores — cobram isto: imprensa mais autônoma e posicionada.

A imprensa e o governo precisam de uma nova maneira de relacionamento. A Imprensa deve dizer o que está errado, mas não para conseguir verbas. Já o governo não deve tentar calar a Imprensa com recursos financeiros. Urge um novo relacionamento, mais republicano e justo. Parcerias não devem ser vistas como meios para justificar cumplicidade.

A comunicação pública do governo Caiado terá um redesenho. Dada sua diplomacia e confiança de Ronaldo Caiado, Vassil Oliveira é o profissional talhado para estabelecer um relacionamento democrático e respeitoso com a mídia.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

VALTEIR DIAS DOS SANTOS

Concordo plenamente sobre o desenho do perfil do Vassil. Não poderia haver um profissional melhor para o cargo. Vassil é o cara!

ARCHIBALDO DESLANDES FIGUEIRA

Faltou dizer do amor dele pela terra goiana, em especial Passa Quatro, que brinco chamando de Vassilândia. No mais, Euler, vc acertou na mosca.

Maykell Guimarães

Vassil Oliveira é certamente um dos melhores profissionais do estado. Acredito que irá atuar com competência e responsabilidade à frente da comunicação do governo de Goiás. Ótima escolha Governador Ronaldo Caiado! Parabéns Vassil! Sucesso, saúde e felicidades nessa nova empreitada!