Trompetista que tocou com Miles Davis morre devido ao coronavírus

Wallace Roney tinha 59 anos. Mesmo tendo trabalhado com um mestre, como Davis, o músico tinha seu próprio percurso

Wallace Roney, músico de jazz: vítima do coronavírus | Foto: Reprodução

O trompetista americano Wallace Roney morreu na terça-feira, 31, em decorrência do coronavírus. O músico tinha 59 anos.

Wallace Roney tinha seu próprio caminho, com o movimento Young Lions, especializado em jazz (inovador e, ao mesmo tempo, tradicional). Mas a fama chegou mesmo ao tocar com o trompetista Miles Davis, o rei do Bebop.

O “Estadão”, baseado em texto do “New York Times”, frisa que “muitos o rejeitaram como um clone musical: arrebatadoramente talentoso, mas sem a distância necessária de seu ídolo para reivindicar”, digamos, um caminho solo.

“No entanto, ao longo de sua carreira, Roney conseguiu neutralizar a maioria” de seus críticos. “Sua compreensão sutil da música de Davis — seus sons harmônicos e rítmicos, bem como seu tom ardente — era apenas parte de um vasto conhecimento musical. Sua atuação foi um investimento em toda a linhagem d trompetes de jazz. E nas composições de Roney, a maioria das ideias começou no centro da linguagem mainstream do jazz e abriu caminho, muitas vezes por meio de música funk, hip-hop, pop, brasileira ou afro-caribenha”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.