Euler de França Belém
Euler de França Belém

Tino Marcos pede licença da TV Globo e só volta em 2020

É o segundo repórter a pedir licença em menos de um mês. Há insatisfação entre repórteres e apresentadores

Tino Marcos: segunda licença | Foto: Reprodução

Até pouco tempo sair da Globo, e até pedir licença, era considerado suicídio profissional. Não é mais. Vários profissionais (Evaristo Costa, Cristina Serra, Tonico Ferreira) estão saindo e alguns pedem licença. Marcos Uchoa, um dos profissionais mais qualificados da maior rede de comunicação do país, pediu licença por seis meses. Agora é a vez de Tino Marcos, um dos mais experimentados repórteres da área esportiva do país.

Não é a primeira vez que Tino Marcos pede licença. A segunda licença terá seis meses de duração e não será remunerada. O repórter volta, se retornar, em 2020.

Há um clima negativo na Globo, segundo blogs especializados em mídia. Editores, repórteres e apresentadores estariam insatisfeitos com a política de redução de ganhos. A demissão de Mauro Naves também não teria agradado a turma do esporte. Tanto que, logo depois do afastamento, Mauro Naves e Galvão Bueno foram fotografados, pela mulher do primeiro, bebendo champanhe. Não era, mas parecia um desagravo. Era, no fundo, um encontro de velhos amigos — de décadas e várias coberturas esportivas.

Ante processos trabalhistas de “funcionários” que recebiam pelo sistema de pessoa jurídica — ao saírem, a maioria, se quiser, consegue comprovar vínculo empregatício e a Justiça tem acolhido suas reclamações —, a Globo está retomando contratações pela CLT, o que não agrada todo mundo, sobretudo porque a mudança vem acompanhada de redução de “salários” (Galvão Bueno, que faturava 2,5 milhões de reais, passou a receber 1 milhão, com direito de divulgar publicidade).

Frise-se que repórteres mais jovens — como Phelipe Siani e Mari Palma — também estão pedindo demissão. Portanto, as demissões e pedidos de licença não têm a ver com renovação de quadros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.