Euler de França Belém
Euler de França Belém

Site diz que Jovem Pan demitiu Marco Antônio Villa porque elogiou Chico Buarque

‘Se o problema fosse o tom crítico do professor, a decisão seria tomada há anos, quando ele já vinha sendo ácido com Bolsonaro”

Historiador Marco Antônio Villa: expurgado da Rádio Jovem Pan| Divulgação

O jornalista Anderson Scardoelli, do Portal Comunique, afirma que elogios (veja abaixo) do historiador e comentarista político Marco Antônio Villa provocaram sua demissão da Rádio Jovem Pan. O relato do repórter: “As duas versões disseminadas pela Jovem Pan são falsas. Apuração da reportagem do Portal Comunique-se aponta, com exclusividade, que Marco Antonio Villa não foi afastado por fazer uso de ‘adjetivação grosseira’, não saiu de férias e nem teve a cabeça pedida por Bolsonaro. Aliás, não foi uma crítica que culminou na decisão da emissora. Elogios a alguém considerado ‘esquerdista’ por integrantes da alta cúpula da empresa provocou a situação. O comentarista saiu do ar por causa dos termos laudatórios usados para falar da importância de Chico Buarque para a cultura brasileira”.

Scardoelli acrescenta: “Dois profissionais da Jovem Pan validam que o afastamento de Marco Antonio Villa está relacionado aos elogios feitos a Chico Buarque. ‘Se o problema fosse o tom crítico do professor, a decisão seria tomada há anos, quando ele já vinha sendo ácido com Bolsonaro, com outros políticos e até com integrantes do STF’, comenta um funcionário da rádio que, com medo de sofrer represálias (quem sabe podendo ser até afastado), solicita para não ter o seu nome divulgado pela reportagem. ‘O problema aqui tem sido elogiar, não criticar. Vale lembrar o que aconteceu com o Kajuru [Fernando “Kajuru” Martins] ano passado’, pontua outro colaborador da emissora, que também pede para ter a sua identidade preservada.

Elogios que supostamente provocaram a demissão do comentarista

+ “Discordo politicamente do Chico Buarque, agora o reconheço como um brilhante músico, brilhante letrista”.

+ “[Ele é brilhante] como dramaturgo também, lembrar de Roda Viva, Calabar, Ópera do Malandro e por aí vai”.

+ “Reconheço o seu brilhantismo e que muitos tentaram desqualificar por questões políticas. Dizendo, inclusive, que todas as composições dele eram falsas”.

+ “Desde os festivais da Record nos anos 60, o brilhantismo, a produção em momentos difíceis, de censura, ele sempre fez e tem uma obra importantíssima”.

+ “As músicas dele marcaram a minha vida”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Luciano Pinheiro

O músico Chico Buarque de Holanda não está com essa bola toda, a verdade é outra. O então candidato a presidência da república o Bolsonaro não caiu nas graças do prof. Villa, além do mais, os comentários do historiador é baseado em fatos concretos. Agora, quem só quer ouvir coisas boas do presidente Bolsonaro vai até a mãe dele e ouviram só elogios.

Opinião é opinião

Aham, senta lá, claudia.

Essa foi a melhor desculpa que encontraram para demitir ele. Uma pena.

Eduardo Silva

Não surpreende essa postura da JP, o que mantém sua audiência são os reacionários religiosos.

Edmilson Gomes

Isso que a rádio jovem pan fez não tem outro nome a não ser censura! Um absurdo!!!

yara eunice hernandes de oliveira

Com tanta dispensa que a radio jp vem fazendo já há algum tempo, bem como mudanças em sua grade, tornaram a programação um lixo. Sábado com o repeteco do programa das 10 e sem o programa de futebol, não dá nem para parar o dial ali. quem será o responsavel por tanta porcaria?

maria orlanda silva

o jornal perdeu a graça.a presença do vila era um aprendizado diário sobre a historia do Brasil

marcelo chocolate

Acho que por protesto, deveriamos parar de ouvir a jovem pan, pois o professor e um homem de coragem e diz o que o povo quer ouvir. Ja nao chega termos perdido a voz do Boechat, agora querem calar o Villa tambem. Marcelo Chocolate zona sul de sao paulo

Ivan Teixeira Braga

A jovem pan vinha tendendo para a perfeição se é que ela existe, pois esta pegada politica, critica cheia de personagens contestadores fez e esta colaborando para criar um publico mais pensador, se a esta altura começar com censuras descabidas sem motivos e unilaterais, irá interromper uma das maiores conquistas que já vi uma radio conseguir.
Lamento a saida do professor Villa e torço para uma reintegração, esperando que a ditadura não volte nunca. amém.

Denise

Eu deixei de assitir todos os jornais da TV para ver somente o online da Jovem Pan, so que agora sem a presença do Vila não dá, fica igual a todos os outros. Seus comentários, sua franqueza fazia com que eu ainda tivesse uma esperança na mídia imparcial, naquela independente, naquela que pode-se ter opiniões sem medo se censura. Sem o Professor no jornal pra mim acabou. será só mais um entre tantos.

Roberto dos santos costa

Mandaram embora da rádio o radical dos radicais…..

SONIA MARIA CHERUBINI

É lastimável a perda do Prof. Villa, por dizer “VERDADES ” que muito poucos conseguem dizer. Ele é um DIFERENCIAL em quaisquer jornalismos feitos com seriedade e conhecimento.

Ricardo Barban

Depois deste episódio com o Prof. Villa e outra demissões, deixei de ouvir a Jovem Pan, rádio que aprendi a ouvir com meu pai, que me levava para escola nos anos de 1970…….infelizmente ficou muito difícil continuar……..abs