Euler de França Belém
Euler de França Belém

Sete editoras disputam o direito de publicar no Brasil o livro “definitivo” sobre Pokémon Go

POKEMON-GO-FOTOA “Folha de S. Paulo” revela que, nesta semana, sete editoras patropis vão disputar, num leilão, o livro “Pokémon Go! — O Guia Definitivo e Não Autorizado”, de Cara Copperman. “A obra foi a leilão depois que as sete editoras fizeram ofertas pelo título sem nem ler o manuscrito. A expectativa é que o volume repita o sucesso de livros sobre jogos como Minecraft. O guia ensina até um truque para conseguir um Pikachu como pokémon inicial. A expectativa é que o leilão chegue aos cinco dígitos”, afirma o jornal.

Fica a dica para os leitores, mas, desde já, aviso que não vou ler nem comentar. Espero que o jornalista Marcos Nunes Carreiro ou o historiador Ademir Luiz, verdadeiros magos laicos, resenhem-no para o Jornal Opção. É provável que eu até leia, quando estiver com 96 anos, junto com a obra então completa de Paulo Coelho, o Joyce dos quase-analfas. Fico com a impressão que determinadas obras só podem ser compreendidas, ou apreendidas, naquela fase do, digamos, Alzheimer. Que aí, no caso da leitura, nem chega a ser um “mal” tão mau assim.

Quem leva o livro: a Sextante, a Intrínseca, a Autêntica, a Companhia das Letras, a Record? Deixarei de ler, durante um ano, a editora que publicar a obra (esta, sim, uma autêntica obra — é possível).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.