Euler de França Belém
Euler de França Belém

Sérgio Dávila substitui Maria Cristina Frias como diretor de redação da Folha de S. Paulo

A “Folha” retira Janio de Freitas e Celso Pinto do Conselho Editorial e convoca Mônica Bergamo e Helio Schwartsman

Sérgio

O conselho de acionistas da “Folha de S. Paulo” retirou Maria Cristina Frias, sócia do Grupo Folha da Manhã, e indicou o jornalista Sérgio Dávila como diretor de redação. Ele era o editor-executivo.

Especula-se que era o preferido de Otavio Frias Filho, recentemente falecido, para o cargo. Mas os acionistas, como o presidente da empresa, Luiz Frias, decidiram testar Maria Cristina Frias, jornalista e irmã de Otavio e Luiz. Tudo indica que, embora seja uma profissional gabaritada, não funcionou como diretora de redação.

Com quase 30 anos de “Folha de S. Paulo”, com experiência internacional, Sérgio Dávila é considerado um chefe competente, agregador e respeitado pela redação.

Mudança no Conselho Editorial

Dois jornalistas experimentados, Janio de Freitas e Celso Pinto, deixam o Conselho Editorial da “Folha de S. Paulo”. Vários jornalistas foram indicados para o Conselho:  Ana Estela de Sousa Pinto, Cláudia Collucci, Cleusa Turra, Helio Schwartsman, Heloísa Helvécia, Mônica Bergamo, Patrícia Campos Mello, Suzana Singer e Vinicius Mota. Antônio Manuel Teixeira Mendes, Clóvis Rossi, Judith Brito, Luiz Frias (quem realmente manda na “Folha”), Marcelo Coelho e Rogério Cezar de Cerqueira Leite permanecem.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.