Euler de França Belém
Euler de França Belém

Record derrota o “Jornal Hoje” e provoca “Pânico” na TV Globo

Perda das classes média e alta para os canais por assinaturas está contribuindo para piorar a programação da chamada tevê aberta

Há uma tendência de responsabilizar afiliadas — como a TV Anhanguera — pela crise de audiência da TV Globo. Mas a crise é geral, inclusive da Globo. O “Jornal Hoje”, apresentado pelos jornalistas Sandra Annenberg e Dony de Nuccio, sofreu uma derrota acachapante para o “Balanço Geral”, da TV Record, na terça-feira, 11 (a Record ficou com 11,6 e a Globo com 9,9 pontos) e na quarta-feira, 12 (Record: 12,5; Globo: 10,2 pontos).

Segundo Daniel Castro, do blog Notícias da TV, do UOL, a cúpula da Globo “convocou uma reunião de emergência para contornar um princípio de crise”. Princípio? Por certo, não é. Porque a audiência vem despencando há algum tempo. O que se teme, portanto, é a consolidação da queda e a perda permanente da liderança — o que reduzirá ainda mais o prestígio e, daí, o faturamento do Grupo Globo.

Da reunião, realizada na quarta-feira, 12, participaram, informa Daniel Castro, “todos os editores e chefes de Jornalismo em São Paulo. Como convidados, estiveram o produtor especial Robinson Cerântula e o gerente de Engenharia — este último para viabilizar a gravação de um piloto”.

Por que a participação de Robison Cerântula? Porque é especialista em reportagens policiais e investigativas, de acordo com Daniel Castro. O “Jornal Hoje” vai investir em jornalismo policial para competir com a Record. Lastimável é que, para enfrentar a Record, a Globo possivelmente não vai trabalhar parra melhorar seu jornalismo, e sim para torná-lo mais popularesco e apelativo. A perda das classes média e alta para os canais por assinaturas — tanto de jornalismo quanto de entretenimento — está contribuindo para piorar, cada vez mais, a programação da chamada tevê aberta.

O “Jornal Hoje” estaria burocrático, como o “Jornal Nacional”. “O temor na Globo é que o ‘Hoje’ se transforme em novo ‘Vídeo Show’, ou seja, um ‘freguês da Record’.”

Daniel Castro frisa que, “ao derrotar o ‘JH’ (e também o ‘Globo Esporte’), a Record ameaça se consolidar na liderança durante mais de duas horas”. O gigante está igual a torre de Pisa. O risco é, ao contrário da torre, cair de vez…

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ricardo Veloso da Silveira

Será porque a globo perdeu sua credibilidade com o ataques ao governo Bolsonaro que foi eleito em torno de 60milhoes de eleitores ,eu deixei de assistir toda a programação da Globo por causa disto e acredito que e o caso milhões de eleitores de Bolsonaro