Euler de França Belém
Euler de França Belém

Popular corrige informação e cita nomes de réus no caso do assassinato de Valério Luiz

O jornal menciona o nome do acusado de ser mandante e os nomes dos acusados da morte do radialista

Pode-se criticar “O Popular” por vários motivos, como qualquer outro jornal — nenhum é infalível —, menos por desvios éticos e falta de seriedade jornalística. A prova da integridade do jornal está na reportagem “Reclamações vêm desde 2017”, cujo subtítulo acrescenta: “Tribunal do Júri — Os 4 juízes das varas de crimes dolosos contra a vida pedem melhorias para julgamentos populares há quase 2 anos em Goiânia”. Na edição de quarta-feira, 3, ao tratar do julgamento dos que são acusados de matar e mandar matar o radialista Valério Luiz, o “Pop” não mencionou o nome de nenhum deles. O Jornal Opção apontou o equívoco.

Na edição de quinta-feira, 4, “O Popular” fez a correção: “O acusado de ser o mandante do crime é Maurício Sampaio, vice-diretor do Atlético Clube Goianiense em 2012. Os outros quatro réus são: Urbano de Carvalho Malta, Djalma Gomes da Silva, Marcus Vinicius Pereira Xavier e Ademá Figuerêdo Aguiar Filho. O jornal publicou, desta vez, o nome do Atlético — antes havia citado apenas “um time de futebol”.

Ouvido por “O Popular”, por meio de sua assessoria de imprensa, Maurício Sampaio negou ser mandante do assassinato. Os advogados dos outros acusados não foram encontrados.

Louve-se também a correção da repórter Cristiane Lima.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.