As empresas de comunicação continuam demitindo. Nos Estados Unidos, seu mais importante jornal, o “New York Times”, fez 100 demissões na redação. No Brasil, o jornal “Lance” afastou 65 funcionários (de todas as áreas), 37 deles no Rio de Janeiro (metade da equipe, segundo o Portal dos Jornalistas). A ESPN Brasil também fez demissões.

Há uma crise na imprensa? A redução de custos pouco tem a ver com crise, e sim com a tentativa de elevar a lucratividade das empresas.