Euler de França Belém
Euler de França Belém

Operação Zelotes pode derrubar o primeiro presidente de uma emissora de televisão, a RBS

Especula-se que o comando da Rede Globo deve pressionar pela substituição de Duda Melzer. A cúpula da RBS nega a mudança de executivo

O repórter Luz Cláudio Cunha, do “Jornal Já”, sugere que Eduardo Sirotsky Melzer, o Duda Melzer, deve deixar a presidência do Grupo RBS e outubro. A empresa, segundo o Portal Imprensa, contesta a informação. O executivo é suspeito — não acusado — de envolvimento na Operação Zelotes.

A “Folha de S. Paulo”, citada pelo Portal Imprensa, revela que os grupos RBS — afiliada da Rede Globo no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina — e Gerdau são suspeitos de terem participado de um “esquema de corrupção” com o objetivo de “não pagar impostos”. Seis grupos e seus dirigentes serão denunciados.

O site Coletiva.Net publicou que “há semanas circula no mercado [do Sul do país] a informação  de que foi contratado um escritório de head hunters de São Paulo para identificar um profissional que assuma o comando do grupo”.

A RBS é dirigida por integrantes da família Sirotsky há mais de 50 anos. Duda Melzer está no comando desde 2012, quando substituiu um tio, Nelson Sirotsky.

Não há nenhuma confirmação das partes, mas comenta-se, nos bastidores, que a Rede Globo não aprova a permanência de Duda Melzer no comando da RBS. Porque, no Sul do país, a RBS é a Globo. Apesar de ter negócios, como o jornal “Zero Hora”, que não envolvem a Globo.

O que é a Operação Zelotes

A “Folha de S. Paulo” explica o que é a Operação Zelotes: “Deflagrada no fim de março e com origem em uma carta anônima entregue num envelope pardo, a Operação Zelotes da Polícia Federal investiga um dos maiores esquemas de sonegação fiscal já descobertos no país. Suspeita-se que quadrilhas atuavam junto ao Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais), órgão ligado ao Ministério da Fazenda, revertendo ou anulando multas”.

Uma resposta para “Operação Zelotes pode derrubar o primeiro presidente de uma emissora de televisão, a RBS”

  1. Avatar José Geraldo Resende disse:

    Pois é, se não houvesse tanta sonegação fiscal (ver o sonegômetro), não haveria uma crise fiscal e por consequência a sociedade que paga impostos (já que o capital não paga, embora recolha mas repassa ao custo dos produtos e serviços), não necessitaria ser sobretaxada para cobrir o rombo. Segundo a ONG Grupo Gif empresários pela cidadania, 40% das empresas no Brasil é formada por capital ilegal. Por isso, restaurar (construir definitivamente) a República no sentido stritu senso com uma DESPRIVATIZAÇÃO do Estado Brasileiro, é não só uma necessidade mais a condição básica para construirmos um país mais justo e mais humano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.