Morte do jornalista Manoel Juraci. Ele tinha câncer

Logo ao completar 72 anos, o jornalista Manoel Juraci de Souza Mota descobriu um câncer devastador. Viveu só mais dois meses

Jales Naves e Manoel

Jales Naves

Há pouco mais de um ano nos encontramos em minha casa, Juraci e eu, de uma forma alegre, para recordar os bons tempos do curso de Jornalismo na Universidade Federal de Goiás (1969-1972), quando organizamos as comemorações pelos 45 anos de nossa formatura. Os festejos foram um sucesso, com homenagem aos pioneiros, palestra sobre um tema atual da comunicação, atividade a que nos dedicamos por muitos anos, e o relançamento do livro de José Lobo sobre a imprensa goiana, que saiu originalmente em 1949.

Agora, fui surpreendido com a notícia da morte de Juraci, que acabara de completar 72 anos, um câncer violento que descobriu há pouco mais de dois meses. Ele foi sepultado no domingo, 28.

Nascido no dia 19 de setembro de 1946, na cidade ribeirinha de Aragarças (GO), divisa com Mato Grosso, Manoel Juraci de Souza Mota ali estudou o antigo primário e permaneceu até os 14 anos. Mas já aos 12 anos de idade pensava em ser jornalista e escritor, influenciado pelas leituras periódicas dos artigos do jornalista David Nasser e do cronista Rubem Braga, na principal revista do País — “O Cruzeiro” —, que seu pai Benedito Raimundo de Souza assinava. Mas tanto este quanto a mãe, Corina, desejavam que o filho se formasse em Direito.

Em 1960 passou a estudar no Instituto Samuel Graham, em Jataí (GO), onde cursou o antigo ginásio. Para continuar os estudos, mudou-se para Goiânia, matriculando-se no curso Clássico (nível médio) do Lyceu de Goiânia, tendo estudado também no Liceu de Campinas — principal bairro da capital goiana.

Habilitou-se, via vestibular, para o curso de Jornalismo, no qual formou-se em 1974. Um ano após iniciar a faculdade, começou a trabalhar como jornalista na empresa de seus sonhos de adolescente: os Diários Associados (a empresa de Assis Chateaubriand editava a revista “O Cruzeiro”), atuando na Rádio Clube e, em seguida, na TV Goiânia e no diário impresso “Folha de Goiaz”.

Fez o curso de Especialização em Marketing Político, também pela UFG, e foi professor da área de Comunicação na Faculdade Lions, em Goiânia. Embora aposentado, continuava atuante no Jornalismo.

Jales Naves é jornalista e escritor.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.