Michelle Obama, mulher de Barack Obama, revela que tem depressão

A pandemia do novo coronavírus, o massacre de negros nos Estados Unidos e a falta de sensibilidade de Donald Trump debilitaram a ex-primeira-dama

Michele Obama: depressão e engajamento político | Foto: Reprodução

No seu programa digital de rádio, “The Michelle Obama Podcast”, a ex-primeira-dama dos Estados Unidos Michele Obama contou à jornalista Michele Norris que tem depressão. Seria uma “depressão leve” por causa da pandemia do novo coronavírus, da condução errática do presidente Donald Trump e do racismo nos Estados Unidos.

Michelle Obama diz que está com dificuldade de dormir e de se divertir. “Estou notando que simplesmente não me sinto bem. São sentimentos comuns a todos nós que estamos lidando com uma pandemia global, com a reação às mortes de George Floyd, Breonna Taylor e Ahmaud Arbery, com os protestos generalizados. Sei que estou lidando com alguma forma de depressão leve. Não só pela quarentena, mas também pela luta racial e por ver a hipocrisia do governo”, contou a advogada e mulher do ex-presidente Barack Obama. Michelle Obama não citou explicitamente o nome do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Michelle e Barack Obama | Foto: Reprodução

“Ainda que estejamos vivendo algo único em nossas vidas, algo único na história, tenho a dizer que despertar com todas as notícias, despertar como tem respondido [à pandemia e aos protestos] ou não esta administração [o governo Trump], despertar com outra história de um homem negro ou uma pessoa negra de alguma maneira maltratada, ferida ou assassinada, ou falsamente acusa de algo, é esgotante”, acrescentou Michelle Obama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.