Euler de França Belém
Euler de França Belém

Marco Antônio Villa rebate Jovem Pan e diz que é contra o fechamento do Congresso

Comentarista afirma que manifestação que pede fechamento do Congresso e do STF é “neonazista” e desagrada cúpula da rádio

O comentarista Marco Antônio Villa e a cúpula da Rádio Jovem Pan estão em processo de divórcio — que tende a ser litigioso. Num comunicado, a rádio sugere, sem citar o nome de seu profissional, que está trocando substantivos por adjetivos. É uma referência ao historiador ter apontado na mais recente manifestação pró-Jair Bolsonaro traços de “neonazismo”. Orientado por seu advogado, Villa decidiu não partir para o confronto direto, mas procurou esclarecer sua posição.

Marco Antônio Villa, historiador e comentarista afastado da Jovem Pan | Foto: Reprodução

“Sou defensor da democracia e contra a ditadura, contra as pessoas que querem fechar o STF, invadir o Congresso Nacional, e aí incluem os nazistas, neonazistas. Eu não acho que isso foi uma deselegância, adjetivação, isso é conceituar, e assim sempre fui durante os anos em que estive na rádio. Quando alguém defende o fechamento do Supremo e a invasão do Congresso, isso é o neonazismo, sim. Eu não defendo essas pautas, e essas pautas estavam sendo colocadas [na manifestação], sim. Isso é uma concepção autoritária e totalitária porque nega a existência de oposição e Constituição. Estou do lado do polo democrático, portanto não há nada grosseiro”, afirma Villa.

“É claro que os extremistas não gostam de mim porque sou um defensor da democracia, e sempre apontei no Olavo de Carvalho a raiz autoritária, chamando-o de Jim Jones [líder religioso que assassinou mais de 900 pessoas]. E ele me xingou violentamente, colocando até a minha mãe. É um sujeito de nível rasteiro”, pontua Villa.

2 respostas para “Marco Antônio Villa rebate Jovem Pan e diz que é contra o fechamento do Congresso”

  1. ALOIZIO BARROS DE SOUZA disse:

    O Villa é um grande cara, inteligente e tal, mas ultimamente, assim como a Vera Magalhães e o Andreazza, só batem no governo. Não dá! Precisamos de tranquilidade nesse país e parece que certos setores da imprensa e da política querem o circo pegando fogo. Sou obrigado a concordar com o presidente quando afirmou que o Brasil é impossível de ser governado. E é!

  2. Alan Saj disse:

    Onde foi sugerido fechar fechar congresso ou stf? Isso prova o mal caratismo desse tal villa, revelando que é um mentiroso.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.