Euler de França Belém
Euler de França Belém

Livro conta a história do MR-8, o grupo político de Lamarca

“O livro analisa bem o processo político de inconformismo pessoal e coletivo que se desenvolveu sobretudo nos meios estudantis e intelectuais”

O nome Movimento Revolucionário 8 de Outubro, MR-8, ou simplesmente “8” é uma homenagem ao argentino Che Guevara. O comandante da Revolução Cubana de 1959 foi capturado na Bolívia em 8 de outubro de 1967 e foi morto por seus captores. O grupo guerrilheiro teve entre seus militantes o capitão Carlos Lamarca e Stuart Edgar Angel Jones (sobrinho-neto de um jurista que presidiu o Tribunal de Justiça de Nova York). Sua história é agora registrada no livro “O MR-8 na Luta Armada — As Armas da Crítica e a Crítica das Armas” (Alameda Editorial, 333 páginas), de Higor Codarin.

Um dos maiores especialistas na história da esquerda patropi, Marcelo Ridenti, professor da Unicamp, afirma que se trata de “um estudo de fôlego”. “Ao analisar a trajetória dessa organização de 1969 a 1972, Higor Codarin retoma as angústias, as apostas, as esperanças de vitória e o amargor da derrota do projeto revolucionário que esse grupo representou no combate à ditadura no Brasil.”

Carlos Lamarca quando era capitão do Exército | Foto: Reprodução

Codarin pesquisou, afirma Ridenti, “em processos judiciais do Supremo Tribunal Militar, documentos do MR-8 e entrevistas com ex-militantes, várias delas realizadas exclusivamente para o livro”.

O MR-8 foi um dos articuladores do sequestro do embaixador americano Charles Burke Elbrick, o que levou a uma perseguição implacável aos integrantes do grupo guerrilheiro.

“Em suma”, sublinha Ridenti, “ao estudar o MR-8, o livro analisa bem o processo político de inconformismo pessoal e coletivo que se desenvolveu sobretudo nos meios estudantis e intelectuais. Num contexto de fracionamento das esquerdas na luta contra a ditadura, o MR-8 aderiu à luta armada e posteriormente fez a crítica a ela, com a constatação do isolamento social da organização e de suas congêneres, que passaram a buscar uma reaproximação com os trabalhadores e as bases da sociedade”.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.