Euler de França Belém
Euler de França Belém

Jornalista de televisão e jornal sofre atentado e é ameaçado de morte

Alex Mendes Braga saiu de seu trabalho e, numa rua, teve seu automóvel batido. Cinco homens o agrediram e disseram que vão matá-lo

O jornalista Alex Mendes Braga sofreu um atentado na quinta-feira, 23, numa rua de Manaus, logo depois de deixar a empresa na qual trabalha. Cinco homens bateram um Jeep em seu automóvel, de maneira bem forte, e, em seguida, desceram e esmurraram o profissional. O quinteto estava armado.

Alex Mendes Braga apresenta o programa “Amazonas Diário”, do Grupo Diário de Comunicação (GDC), transmitido pela Record News Manaus, e escreve uma coluna nos jornais “Diário do Amazonas” e “Dez Minutos”. Costuma denunciar casos de corrupção, segundo o “Estadão”.

Alex Mendes Braga anda de blindado por receio de ser assassinado | Foto: Reprodução

Ao “Estadão”, o jornalista disse sobre os agressores: “Um deles chegou até mim e citou o programa dizendo ‘você está falando muito em seu programa e deve para muita gente. Nós vamos te matar’ e desferiu um soco no rosto. Logo depois mostrou que estava armado e os demais quatro homens também portavam armas. Quando percebi o perigo, saí do local correndo. Um grupo de seguranças de um estabelecimento comercial me amparou. Quando voltei ao veículo, vi que tinham levado dinheiro e objetos pessoais”.

A polícia está apurando o caso. Mas até sexta-feira, 24, não havia pistas objetivas dos criminosos.

A empresa na qual Alex Mendes Braga trabalha disse, em nota, que “a garantia do trabalho da imprensa profissional assegura voz para todos os segmentos da sociedade” e acrescentou que “a liberdade de imprensa é um dos pilares do Estado democrático de direito”.

A Associação Nacional de Jornais cobrou, em nota, “rápida apuração do crime, com identificação dos autores e mandantes, e seu encaminhamento à Justiça”. A ANJ sustenta que “o atentado claramente visa intimidar o jornalista e o grupo de comunicação para o qual trabalha. É preocupante que a atividade jornalística seja alvo de violências como essa, pois elas atingem não apenas os profissionais da imprensa e as empresas de comunicação, mas sobretudo o direito da sociedade de ser livremente informada. A ANJ deseja o pronto restabelecimento de Alex Braga, na certeza de que ele e o Grupo Diário prosseguirão fazendo jornalismo de forma responsável e comprometido com os interesses dos cidadãos”.

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) relatou que, para se precaver, André Mendes Braga anda num carro blindado. O jornalista diz ter entendido que a agressão se trata de um recado. “Tenho medo do próximo passo. Eles já provaram que podem tudo.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.