Euler de França Belém
Euler de França Belém

Google cria fundo para apoiar pequenos e médios jornais

Proprietários de jornais podem se inscrever até o dia 30 de abril. A prioridade será pra quem valoriza o noticiário local

O Google divulga notícias publicadas em jornais, sites, portais e emissoras de televisão e rádios. Há jornais, notadamente os maiores, que buscam adotar medidas para evitar que o site de buscas indexe seu material. Os pequenos e médios em geral dependem do Google para alavancar sua audiência. Quanto mais material indexado pelo Google mais possibilidade de acesso. A multinacional do mundo digital decidiu agora, durante a pandemia do coronavírus, criar o Fundo de Auxílio Emergencial ao Jornalismo. O fundo será anunciado nesta quarta-feira, 15.

Richard Gringas: priorizando o jornalismo local | Foto: Reprodução

O Google pretende valorizar os jornais que priorizem o noticiário local. “O noticiário local é um recurso fundamental para que pessoas e comunidades se mantenham conectadas. No momento atual, ele desempenha um papel ainda mais importante”, sublinha o vice-presidente de Notícias do Google, Richard Gringas.

O executivo do Google frisa que a empresa está disposta a dispender uma grande quantidade de dinheiro para ajudar os jornais a superar a crise e, ao mesmo tempo, manter a qualidade de seu jornalismo. Serão, informa Richard Gringas, “alguns milhares de dólares para redações pequenas” e “dezenas de milhares para organizações de maior porte”. Os valores deverão variar conforme a região.

Os proprietários de jornais podem se inscrever até 30 de abril deste ano.

Doação de 1 milhão de dólares em defesa dos jornalistas

O Google anunciou também que doará 1 milhão de dólares (mais de 5 milhões de reais) para o International Center for Journalists. O ICFJ vai oferecer apoio imediato a jornalistas que estejam envolvidos com a cobertura direta — na linha de frente — da pandemia do novo coronavírus. A empresa também dará apoio financeiro ao Dart Center for Journalism and Trauma, da Columbia Journalism School. O Dart Center apoia repórteres que, durante a crise, estejam expostos a situações de trauma.

“Acreditamos que temos a responsabilidade de fazer o que estiver ao nosso alcance para aliviar a pressão financeira imposta às redações. Continuaremos buscando novas maneiras de ajudar, com novos anúncios que serão feitos em breve”, assinala Richard Gringas.

Como fazer a inscrição. Confira o link:

https://newsinitiative.withgoogle.com/journalism-emergency-relief-fund

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.