Ex-apresentador de televisão e pastor de igreja admite 40 crimes sexuais contra adultos e crianças

Benjamin David Thomas aguarda sentença em liberdade. A tendência é que fique vários anos na cadeia

O jornalista Benjamin David Thomas, ex-apresentador da BBC de Londres, admitiu, no Tribunal de Gwynedd, do País de Gales, na sexta-feira, 17, vários crimes: agressões sexuais, tentativas de abuso, voyeurismo e gravações de vídeos com crianças. Depois de pagar fiança, ele deixou o tribunal. Enquanto a pena não é determinada — será definida em agosto —, ficará em liberdade. A tendência é que fique vários na cadeia.

Benjamin David Thomas, jornalista e pastor | Foto: Reprodução

O jornal “The Mirror” informa que Benjamin Thomas, além de apresentador da BBC, foi pastor da Igreja da Família Criccieth, em Gwynedd. O jornalista disse à Justiça que é culpado em dez das acusações. Ele admitiu atividade sexual com uma criança, oito agressões sexuais e quatro tentativas de cometer abuso sexual. Segundo o UOL, “entre os crimes estão ainda nove ataques indecentes, sete acusações de voyeurismo e duas de produzir vídeos indecentes de crianças, totalizando 40”.

“A ofensa envolveu o grave abuso sexual de crianças vulneráveis por um líder religioso. É uma terrível violação da confiança depositada nele pelas vítimas e suas famílias, e não consigo imaginar o impacto que a revelação de suas ofensas teve sobre eles”, disse a comissária da polícia Lynne Willshe ao jornal. “Hoje no tribunal, Ben Thomas admitiu ter cometido 40 crimes sexuais. Como resultado disso, suas vítimas foram poupadas da provação angustiante de um longo julgamento.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.