Euler de França Belém
Euler de França Belém

Editora Planeta do Brasil lança livro de Rosangela Moro sobre Sergio Moro

“Moro e Bolsonaro não têm nada em comum. Hoje acho até que, quando juntos, sequer tinham assuntos para conversar além das pautas palacianas”

Numa entrevista à revista “Veja”, o Nobel de Literatura Mario Vargas Llosa fez elogios rasgados ao ex-magistrado Sergio Fernando Moro, a verdadeira alma da Lava Jato. Como a operação não foi seletiva, processando e condenando gente da esquerda, da direita e do mais alto PIB do país, o ex-juiz passou a desagradar amplos setores da sociedade, que se irmanam — uns sem o menor grau de consciência — nas críticas ao ex-ministro da Justiça. Quem nunca se interessou pelo Estado de Direito de repente se tornou seu defensor… É a tal República do Cinismo.

Decente e competente, o imenso e ingente trabalho de Sergio Moro será reconhecido mais à frente, quando as paixões esfriarem ao menos um pouco. De alguma maneira, ele contribuiu para uma certa limpeza da política e do meio empresarial do país. Ao se integrar ao governo de Jair Messias Bolsonaro, na esperança de ajustar ainda mais o país à legalidade, o ex-magistrado deu material de primeira aos seus críticos. Na verdade, a crítica à associação com Bolsonaro, da qual se livrou em boa hora, é tão-somente um pretexto para atacá-lo. O Sergio Moro que não perdoam, os imperdoáveis, é outro: é o que pôs políticos e empresários na cadeia, sem discriminação ideológica ou financeira.

Sergio Moro e Rosangela Moro | Foto: Reprodução

Sergio Moro precisa de um livro mais alentado que, explicando o país, ajude a explicá-lo. Enquanto não sai um livro mais amplo, certamente uma boa pedida é “Os Dias Mais Intensos — Uma História Pessoal de Sergio Moro” (Planeta do Brasil, 152 páginas), escrito por sua mulher, Rosangela Moro. No site da Livraria Travessa informa-se que a obra será lançada no dia 14 de dezembro, numa segunda-feira. Será, por certo, um grande presente de Natal.

O ex-juiz pertence ao mundo dos que querem fazer as coisas certas, que avaliam que a legalidade deve prevalecer. Talvez não tenha o realismo necessário para adaptar-se ao mundo das raposas políticas. O fato de ter colaborado para derrubar pilastras “seculares” do poder no Brasil por certo não será perdoado.

Leia a sinopse da editora Planeta do Brasil

“Rosangela e Sergio Moro se conheceram nas salas de aula: ele, professor rigoroso que punia as faltas; ela, aluna que se sentia injustiçada. Reencontraram-se pouco depois da formatura de Rosangela e estão juntos desde então. São mais de vinte anos de casamento, dois filhos e inúmeros momentos difíceis vividos pela família em função da carreira do ex-ministro.

“Em ‘Os Dias Mais Intensos’, Rosangela abre o coração e recorda situações que preferiria esquecer. Afinal, a família precisa de proteção especial desde os tempos em que o então juiz ia atrás de traficantes de drogas. Em uma narrativa emocionante, ela conta alguns momentos marcantes da Operação Lava Jato como o dia em que Lula foi preso e a notícia do vazamento do telefonema entre o ex-presidente e a então presidente Dilma.

“No capítulo ‘Tchau querida’, descobrimos que Moro estava jogando basquete com os filhos enquanto o Brasil parava na frente da televisão. ‘Ele toma Morotril’, diz Rosangela, referindo-se à calma do marido.

“Tensa, mesmo, foi a passagem do então juiz no governo de Jair Bolsonaro. Como ministro da Justiça e da Segurança Pública, Moro acumulou frustações e frituras, relembradas em detalhes por Rosangela. Em um primeiro momento, ela achava que Bolsonaro poderia ser o regente de uma orquestra em que o marido e os demais ministros atuariam. ‘Mas Moro e Bolsonaro não têm nada em comum. Hoje acho até que, quando juntos, sequer tinham assuntos para conversar além das pautas palacianas.’ Os dias mais intensos oferece um olhar privilegiado sobre a história de um dos personagens mais importantes do Brasil, alguém que foi fundamental na luta contra a corrupção e teve a coragem de enfrentar empresários todo-poderosos e políticos de esquerda e de direita.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.