Euler de França Belém
Euler de França Belém

Editor do SBT morre de Covid-19. Rede de televisão pode ter sido negligente

Ministério Público pede inspeção sanitária e fechamento da sucursal carioca da rede de Silvio Santos

José Augusto Nascimento Silva: jornalista que morreu em decorrência da Cofid-19, no Rio de Janeiro | Foto: Reprodução

O jornalista José Augusto Nascimento Silva morreu, aos 57 anos, em decorrência do novo coronavírus. Ele era editor de imagem do SBT na sede do Rio de Janeiro. Trabalhava na empresa havia 30 anos. Estava quase se aposentando por tempo de serviço.

Na sexta-feira, 10, o editor teve uma parada cardiorrespiratória e morreu na UTI na segunda-feira, 13.

Três semanas antes de ser internado, José Augusto acusou o SBT de negligência. Gravou áudios e enviou para várias pessoas. Ele alegava que a rede permitia que funcionários sob suspeita de contaminação continuassem trabalhando. “Nenhum lugar no Rio de Janeiro tem mais casos suspeitos que no SBT. (…) Eu agora estou sob suspeita, inclusive com atestado de 14 dias que o doutor deu porque me calcei, sabe que não sou burro. Se tiver que processar essa turma eu vou processar. Acho de uma irresponsabilidade tremenda”, denunciou. E, aparentemente, não foi ouvido pela direção carioca.

O setor de compliance do SBT está investigando se houve negligência por parte da direção do SBT no Rio. 38 funcionários — repórteres, editores e apresentadores — foram afastados da sucursal. O teste para Covid-19 deu positivo para alguns jornalistas.

O Ministério Público entrou em ação e, além de pedir inspeção sanitária na sucursal da rede de Silvio Santos, solicitou o fechamento da sede carioca. A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) recorreu ao MP para preservar a vida dos funcionários do SBT. Já que a rede parece não ter tido a mesma preocupação — como prova a morte de José Augusto. Numa nota, contrariando os fatos, o SBT contrapõe: “O SBT reitera que adotou as adequadas medidas para prevenção do contágio e enfrentamento dessa doença”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.