Euler de França Belém
Euler de França Belém

As respostas inéditas do escritor espanhol Juan Marsé ao Questionário Proust

Como gostaria de morrer? “Tarde [velho], com muito sol e um uísque na mão”, disse o escritor catalão

Max Lacruz

Do El Mundo

Texto publicado no jornal “El Mundo”, da Espanha, na segunda-feira, 20 de julho de 2020. O escritor espanhol Juan Marsé morreu no sábado, 18, aos 87 anos. Ele nasceu em Barcelona, em 1933.

Juan Marsé em sua biblioteca | Foto: Reprodução

Em 2002 celebrou-se o primeiro Prêmio de Romance [Novela] Mario Lacruz (houve duas edições consecutivas; agora, coincidindo com os 20 anos de morte de Mario Lacruz, a Universidade de Salamanca, em uma iniciativa de seus professores Àlex Martín Escibà e Javier Sánchez Zapatero, que codirigem, desde 2005, o Congresso de Novela e Cine Negro, voltará a convocar, neste próximo outono, o Prêmio de Novela Mario Lacruz).

Eduardo Gallarza ganhou o primeiro prêmio — com sua obra “Verdades Como Sonhos”. No jurado estava Juan Marsé, amigo de Mario Lacruz, de quem publicou algumas de suas obras da maturidade na época em que estava na Seix Barral. Pedi, então, aos membros do primeiro jurado (Marsé, Rosa Montero, Miguel Sáenz, Enrique Badosa e Rafael Borrás) que completassem o famoso Questionário Proust — acrescentado a pergunta final que Bernardo Pivot fazia aos seus convidados no conhecido programa sobre livros da televisão francesa “Apostrophes”. Dentre aqueles questionários, que não se deram a conhecer, porque nem todos os jurados mandaram respostas, estas foram as respostas de Juan Marsé:

O principal traço de seu caráter.

A constância.

A qualidade que deseja num homem

A entrega frente à adversidade.

A qualidade que prefere em uma mulher.

Sua independência — profissional e moral — na relação com o homem.

Antonio Machado, poeta espanhol | Foto: Reprodução

O que mais aprecia em seus amigos.

A sinceridade.

Seu principal defeito.

Excesso de melancolia.

Sua ocupação preferida.

A escritura e falar de cinema clássico.

Seu sonho de felicidade.

Navegar em La Hispaniola com Jim e Long Silver.

Qual seria sua maior desdita.

24 horas ouvindo o canto de Núria Feliu ou Julio Iglesias.

Quem gostaria de ser.

Um pirata do século 18.

Onde desejaria viver.

Numa canção de Cole Porter.

Robert Louis Stevenson | Foto: Reprodução

A cor que prefere.

O amarelo.

A flor que prefere.

A rosa.

O pássaro que prefere.

O loro (papagaio?).

Seus autores preferidos.

Stevenson, Dickens, Stendhal, Tolstói, Tchekhov, Faulkner, Joseph Roth…

Seus poetas preferidos.

Antonio Machado, Luis Cernuda, Quevedo, Guillén, Gil de Biedma…

Seus heróis na ficção.

O Quixote, o Coyote, Humbert-Humbert, Pip, Shane, o príncipe Muichkine, Sherlock Holmes, Julien Sorel, Ethan Edwards, Fabrice del Dongo…

Suas heroínas na ficção.

Madame Bovary, Alicia Huberman/Ingrid Bergman (ligadas), Sanseverina…

Seus compositores preferidos

Mozart, Cole Porter, Bach, Satie, Verdi, Max Steiner, Shostakovich…

Seus pintores prediletos.

Velázquez, Van Gogh, Goya, Picasso, Torres García.

Seus heróis na vida real.

Vincent van Gogh, Sócrates, [riscados: Ana Frank e minha avó Tecla], Guille e Jan.

Suas heroínas na vida real.

Ana Frank, Nadja, Nevenka, minha avó Tecla.

Seu nome preferido.

Astroberto.

Que detesta mais que tudo.

A hipocrisia.

Que características históricas mais deprecia.

As ditaduras.

Que feito militar mais admira.

Nenhum.

Que dons naturais gostaria de ter.

A tolerância, a gentileza.

Como gostaria de morrer?

Tarde [velho], com muito sol e um uísque na mão.

Atual estado de espírito.

Tranquilo.

Fatos que inspiram mais indulgência.

Os que derivam da paixão amorosa, sempre que não impliquem em violência.

Seu lema.

Meu lema atual é este: votarei nas esquerdas se me garantirem um sistema educativo laico e moderno!

Se Deus existe, o que gostaria de escutar de sua boca ao chegar ao Paraíso? (Pergunta acrescentada por Bernard Pivot)

Que se calem os bispos!

((Tradução de Euler de França Belém, do Jornal Opção))

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.