Afonso Lopes
Afonso Lopes

Vantagem de Marconi contra Iris subiu para 186 mil intenções de votos válidos

Com base na pesquisa For­tiori, e levando em conta a abstenção, votos brancos e nulos registrados nas eleições de 2010, foi projetada a totalização das intenções de votos válidos de cada candidato, nos três cenários, caso as eleições fossem agora, de acordo com o total de eleitores registrados até o mês de março deste ano pelo Tribunal Regional Eleitoral, TRE, e conforme o método de apuração e totalização dos votos nas eleições pela Justiça Eleitoral brasileira

cenario1

Neste cenário, Marconi Perillo teria 1.744.320 intenções de votos válidos contra 748.920 de Vanderlan Cardoso e 663.600 de Júnior Friboi. O tucano seria reeleito no 1º turno com vantagem de 331.800 votos válidos.

 

 

cenario2

Com a entrada de Antônio Gomide, Marconi ficaria com 1.598.960 intenções de votos válidos, Vanderlan Cardoso somaria 622.520, Friboi ficaria com 584.600 e Gomide teria 350.760 intenções de votos válidos. Marconi venceria no 1º turno com 41.080 intenções de voto a mais do que a soma dos demais candidatos.

 

cenario3

Com a retirada dos nomes de Júnior Friboi e Antônio Gomide e a entrada de Iris Rezende, a totalização das intenções de voto de Marconi Perillo chegaria a 1.390.400, contra 1.203.960 de Iris e 562.480 de Vanderlan. A vantagem de Marconi sobre Iris é de 186.440 votos válidos, e a eleição, neste cenário iria para o 2º turno.

 

Em comparação com a pesquisa Fortiori divulgada em janeiro deste ano e a atual, Marconi conquistou nesse período 69.530 intenções de votos válidos, enquanto Iris Rezende perdeu 9.384 intenções de voto. Vanderlan também perdeu intenções de voto, 60.040. Com isso, a diferença de Marconi para Iris, que era de 107.536 intenções de votos válidos, saltou para 186.440 intenções de votos.

Avaliação de desempenho

O instituto Fortiori também ouviu os eleitores sobre os desempenhos dos governos de Goiás e do Brasil, além do desempenho pessoal do governador Marconi Perillo e da presidente Dilma Roussef.

A gestão do Estado é aprovada por 43% dos eleitores (conceitos ótimo e bom) e reprovada por 25% (conceitos ruim e péssimo). Já o governo federal foi aprovado por 38% do eleitorado e desaprovado por 30%.

Em relação ao desempenho pessoal do governador Marconi Perillo, 51% dos eleitores o aprovam, en­quanto 34% o desaprovam.

A presidente Dilma é aprovada por 46% e desaprovada por 40% dos eleitores goianos.

conexao6

 

PESQUISA DE OPINIÃO
DIAGNÓSTICO POLÍTICO – ESTADO DE GOIÁS

OBJETIVO
Fazer um diagnóstico político no Estado de Goiás.

METODOLOGIA
Pesquisa quantitativa, por abordagem randômica, por meio de realização de entrevistas pessoais com aplicação de questionários estruturados junto à amostra definida da população.

PLANO AMOSTRAL
Universo: eleitores residentes e domiciliados no Estado de Goiás.

Tipo de amostra – amostra não probabilística, por cotas proporcionais às variáveis de sexo, idade, grau de instrução e local de moradia.

Tamanho da Amostra –1.000 entrevistas.

Intervalo de confiança e margem de erro – Para um intervalo de confiança de 95%, a margem de erro máxima é de 3,1%.

Data da coleta de dados – 17 a 22 de março de 2014.

Sistema interno de ontrole e fiscalização – O trabalho de coleta de dados foi feito por entrevistadores treinados, acompanhados por supervisores. Foi feita uma checagem de 10% dos questionários, como determina as normas para esse tipo de levantamento.

RESPONSABILIDADE TÉCNICA
Fortiori – Pesquisa, Diagnóstico e Marketing

Perfil da Amostra
66 cidades pesquisadas.

Registro: Esta pesquisa foi registrada no TRE-GO sob o número GO-00027/2014 e
no TSE sob o número BR-00047/2014. Ambos os registros foram feitos no dia 21/03/2014.

Deixe um comentário