A posse do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) está marcada para ocorrer às 15h no dia 1º de janeiro de 2023, em uma sessão solene no Congresso Nacional. Entretanto, o primeiro dia do ano terá outros procedimentos para posse e diversos shows paralelos em um evento. O cronograma oficial começará às 13h30.

Primeiro, chefes de Estado e Governo, além de autoridades de convidados deverão chegar entre 13h45 e 14h30. Por volta de 14h20, o presidente e o vice-presidente eleitos deverão chegar na Catedral Metropolitana de Brasília.

Depois, os dois deixarão o local às 14h30 e irão para o Congresso Nacional no cortejo clássico de aproximadamente 10 minutos.

Por volta de 14h40, Lula e Alckmin deverão ser recebidos no Congresso Nacional pelos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado. Sendo que às 15h inicia a sessão solene da posse do novo governante.

Às 16h, o presidente e o vice deixarão a Sala de Audiências da Presidência do Senado para se dirigirem à área externa do local. Lá se iniciará a cerimônia com honras militares até 16h20, quando os dois seguirão para o Palácio do Planalto. Onde discursará no Parlatório que fica em frente à Praça dos Três Poderes.

Evento paralelo

Antes de qualquer solenidade oficial, o Partido dos Trabalhadores (PT) organizou o “Festival do Futuro”, evento paralelo que começa às 12h e que contará com apresentações artísticas. Organizado pela primeira-dama, Rosângela da Silva, a Janja, o show terá dois palcos na Esplanada dos Ministérios. 

Entre os artistas confirmados estará a futura ministra da Cultura, Margareth Menezes, além de Pabllo Vittar, Paulinho da Viola, Valesca Popozuda e outros nomes. Os shows serão gratuitos e haverá um telão no palco para transmissão da posse.

Segurança

Após a tentativa de atentado terrorista com uma bomba montada próxima ao aeroporto de Brasília, que não explodiu, a equipe do presidente eleito Lula deverá tomar mais medidas de precaução para a posse.

Integrantes da transição de governo, responsáveis pela segurança do próximo governante, e da Polícia Federal (PF) sugeriram que o desfile seja feito em um veículo blindado invés do tradicional conversível Rolls Royce. Por outro lado, Lula deseja desfilar no carro aberto, mas a decisão ainda não foi tomada. 

Outras medidas de segurança serão discutidas com Ibaneis Rocha, governador do Distrito Federal, e o futuro ministro da Defesa, José Múcio.

Onde assistir

A expectativa é de que a posse do terceiro mandato de Lula reúna mais de 300 mil pessoas durante a cerimônia, em Brasília. Entretanto, para quem não for assistir no local, o evento será transmitido na TV Globo e Band pela televisão aberta. Já nos canais fechados a cerimônia estará ao vivo na GloboNews e CNN Brasil. A plataforma de streaming Globoplay também passará o evento gratuitamente. 

Bolsonaro passa a faixa? 

Provavelmente não. O atual presidente Jair Bolsonaro (PL) não participará da cerimônia tradicional e não passará a faixa para o seu sucessor. Durante o dia do evento, ele estará nos Estados Unidos em viagem. Até o momento, ele ainda não se pronunciou sobre a questão.