O jornal americano The Washington Post publicou neste sábado, 14, uma reportagem denunciando conluio das forças de segurança com as invasões ocorridas em Brasília. Segundo o veículo de comunicação, militares impediram manifestantes antidemocráticos, acampados em frente ao Quartel-General do Exército, fossem presos.

“Você não vai prender as pessoas aqui”, disse o General Júlio César de Arruda para Flávio Dino (PT), ministro da Justiça e Segurança Pública, segundo testemunho de outros dois oficiais. Arruda havia sido escolhido pelo ministro da Defesa José Múcio Monteiro (PTB) para ser o comandante interino do Exército.

Segundo as testemunhas ouvidas pelo The Post, a proteção oferecida pelo general deu tempo para centenas de apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) escaparem da prisão. O que foi um dos vários indicativos de conluio dos militares com os manifestantes que estão sendo investigados.