Vitória de Maguito Vilela em Goiânia pode mudar o quadro de 2022 em Goiás

Se não disputar na capital, criando uma ponte política, o grupo dos Vilelas pode chegar enfraquecido na disputa contra Ronaldo Caiado

O destino bate à porta de Maguito Vilela: se disputar a Prefeitura de Goiânia e for eleito, e se renovar a gestão na capital como fez em Aparecida de Goiânia, pode mudar o quadro da disputa eleitoral de 2022.

Maguito Vilela: ex-governador de Goiás e ex-prefeito de Aparecida de Goiânia | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Se Maguito Vilela for candidato — se recusa a disputar contra Iris Rezende, por considerá-lo “amigo” e “aliado”, mas o prefeito tende a disputar a reeleição exatamente para evitar que seja candidato —, e claro que se for eleito, a sucessão de 2022 passa, de maneira mais estreita, pelo MDB. Vários partidos e políticos vão passar a articular com o emedebismo dos Vilelas — Daniel Vilela e seu pai, Maguito Vilela. O PP, hoje aproximando-se do governador Ronaldo Caiado (DEM), pode acabar mantendo a aliança construída em 2018.

Se Maguito não for candidato, deixando de colocar uma ponte na capital, hoje dominada politicamente por Iris Rezende e pelo irismo, seu grupo chegará enfraquecido em 2022.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.