Virmondes Cruvinel deixa o PSD de Vilmar Rocha e deve se filiar ao PPS de Marcos Abrão

O deputado estadual, apesar da simpatia pelo PPS, mantém conversações com o PRB de Ricardo Quirino e com o PSB de Lúcia Vânia

Virmondes Cruvinel IMG-20150621-WA0052

Divulgação

O deputado federal Virmondes Cruvinel deixou o PSD na quarta-feira, 16, e deve se filiar na quinta-feira, 17, ou na sexta-feira, 18, ao PP do senador Cristovam Buarque e do deputado federal Marcos Abrão.

“Tenho simpatia pela linha ideológica do PPS, pela ação política do senador Cristovam Buarque, do Distrito Federal, mas não encerrei as conversas com o PSB da senadora Lúcia Vânia e com o PRB de Ricardo Quirino”, disse Virmondes Cruvinel ao Jornal Opção. “Estou ouvindo o meu grupo e vou definir a filiação a partir de nossas conversas.”

Virmondes Cruvinel, ao se desfiliar do PSD — que perdeu três deputados estaduais em menos de três meses —, conversou demoradamente com o presidente do partido em Goiás, Vilmar Rocha. “Foi uma conversa cordial e respeitosa. Vilmar Rocha é um grande líder político e nada tenho a reclamar dele. Ele não tem responsabilidade a respeito do veto ao meu nome na questão da disputa pela Prefeitura de Goiânia. Mas saio sem mágoas, sem revanchismo. Não quero polemizar nem atacar ninguém. Só que devo ir para onde me querem de fato.”

Vilmar Rocha insistiu para que Virmondes Cruvinel ficasse no PSD. Mas depois entendeu as razões do deputado. “Ao final da conversa, eu disse a Vilmar que ele vai continuar sendo um de meus conselheiros políticos.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.