Vilmar Rocha é contra coincidência de mandatos de prefeito, governador e presidente

“Eleição nunca é demais. Disputar mandatos, executivos ou legislativos, é a essência da democracia”

O presidente do PSD em Goiás, ex-deputado federal Vilmar Rocha, afirma que “eleição nunca é demais. Disputar mandatos, executivos ou legislativos, é a essência da democracia”. Mas o ex-deputado federal é contrário a coincidência de eleições para prefeito, vereador, governador, senador, deputado federal e estadual e Presidência da República.

Vilmar Rocha, ex-deputado federal e presidente do PSD | Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

“As pautas das eleições para prefeito diferem das pautas das eleições para governador e presidente. Portanto, faz bem, para a democracia, que sejam realizadas em datas distintas. Aliás, qualquer mudança neste campo precisa de uma emenda constitucional. É muito mais sensato não mudar as regras”, afirma Vilmar Rocha.

O ex-deputado federal acredita que as eleições podem até ser adiadas, de outubro para dezembro, mas devem ser realizadas este ano. “Como se sabe, a campanha é feita em 45 dias, um tempo curto, possivelmente, em 4 de outubro, a pandemia, se já não tiver acabado, será reduzida e as pessoas já terão saído da quarentena. Claro que estou especulando.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.