Uma mulher decide enfrentar o favorito Benedito Torres e a zebra Rodney da Silva

Benedito lidera o próprio grupo. Rodney da Silva é bancado pelo procurador-geral Lauro Machado. Ana Maria da Cunha é apoiada pela procuradora Ivana Farina

Benedito Torres, Rodney da Silva e Ana Maria da Cunha: qualquer um que for eleito deverá dirigir o Ministério Público de Goiás de modo qualitativo

Um procurador, Benedito Torres, e dois promotores de justiça, Rodney da Silva e Ana Maria Rodrigues da Cunha, vão disputar na sexta-feira, 3, a chefia da Procuradoria-Geral do Ministério Público de Goiás. Fundamental é que os postulantes são competentes e têm a experiência necessária para presidir o MP. Qualquer um que for eleito e indicado pelo governador Marconi Perillo será capaz de manter e melhorar o trabalho eficiente feito pelo procurador-geral Lauro Machado.

Inicialmente, estavam na disputa tão-somente Benedito e Rodney. Em seguida, entrou no páreo Ana Maria, promotora respeitada.

Benedito é o líder do próprio grupo e é apontado como o favorito. Benedito não tem arestas graves com ninguém, pois é visto como “diplomático”. Rodney é bancado por Lauro Machado. Ana Maria é a candidata do grupo da procuradora Ivana Farina.

Por uma questão de espírito democrático, o governador deve indicar aquele que for mais bem votado.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.