Tucanos históricos querem impedir que PSDB caminhe para a direita

Tucanos como Giuseppe Vecci, Paulinho de Jesus e Rodrigo Zani querem o PSDB como um partido de centro-esquerda

Giuseppe Vecci, ex-presidente do PSDB e ex-deputado federal | Foto: Jornal Opção

Contrariados com a guinada para a direita do PSDB nacional — cada vez mais liberal —, tucanos de Goiás pretendem organizar um movimento que ainda não tem nome definido, mas pode ser “Pela volta do PSDB raiz”. Noutras palavras, o que se quer é que o partido permaneça na centro-esquerda — distanciando-se da direita.

Paulinho de Jesus: ex-presidente do PSDB | Foto: Jornal Opção

Tucanos nacionais, considerando que precisam lançar um candidato a presidente competitivo — um rival do presidente Jair Bolsonaro —, avaliam que o PSDB deve caminhar para se tornar um partido de centro-direita. O campo da esquerda já estaria ocupado pelo PT, sobretudo, PDT e PSB. Por isso, seria preciso distanciar-se da esquerda — aproximando-se da direita que, embora tenha apoiado Bolsonaro em 2018, começa a se afastar. Basta verificar que o governador de São Paulo, João Doria, está convidando ex-auxiliares do presidente a se filiarem no PSDB (caso de Geraldo Bebiano, que era bolsonarista de carteirinha). Seu objetivo é disputar a Presidência da República em 2022.

Rodrigo Zani: ex-líder da Juventude do PSDB | Foto: Fernando Leite

Entre os que estão participando de reuniões, nas quais discutem os rumos do PSDB, estão o economista e ex-deputado federal Giuseppe Vecci, o ex-presidente do PSDB Paulinho de Jesus e o pré-candidato a vereador em Nerópolis Rodrigo Zani. O ex-governador José Eliton, amigo de Giuseppe Vecci, deve participar do grupo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.