Praticamente falido, o Figueirense desistiu da disputa e deve ser suspenso por dois anos pela Confederação Brasileira de Futebol

A palavra crise e futebol são irmãs siamesas. Mesmo assim, os times não param de jogar, empurrando suas dívidas com novos empréstimos e outras artimanhas. Mas o Figueirense, de Santa Catarina, é diferente. O clube comunicou a CBF que, ante uma grave crise financeira, decidiu deixar a Série B do Campeonato Brasileiro.

A Elephant, empresa que gere o clube, fez o comunicado oficialmente. No entanto, a CBF espera novas ações, pois o Figueirense rompeu com a Elephant.

Oficializado o abandono, o Figueirense será suspenso, de maneira automática, das competições patrocinadas pela CBF. Depois, passados dois anos, poderá voltar a disputar, mas começando pela Série D — aquela que poucos querem.

Os jogadores do Figueirense, que estão com salários atrasados, não aceitaram entrar em campo, recentemente, na partida com o Cuiabá.