Tião Caroço não disputa em Formosa e quer apoiar nome de consenso das oposições

Subestimar o candidato que controla a máquina, sobretudo quando há muitos nomes no páreo, é sempre um risco

Roberta Brito | Foto: Reprodução

O deputado estadual Tião Caroço, que não se filiou a nenhum partido, não será candidato a prefeito de Formosa. Ele deve se filiar assim que acabarem a eleição para prefeito e a crise do coronavírus.

Há vários grupos políticos ligados, direta ou indiretamente, a Tião Caroço — espécie de general eleitoral na cidade. A vereadora Roberta Brito, a mais votada do pleito de 2016, é cotada para disputar. É popular. Léo Teixeira, dono de uma rádio, também planeja disputar, assim como Paulo Roberto Araújo (funcionário aposentado do Banco do Brasil), o produtor rural Marden e o produtor rural e empresário Brasil Júnior (primo de Caroço). O candidato que se viabilizar, colocando-se como oposição firme ao prefeito, terá o apoio de Caroço. O deputado espera que as oposições cheguem a um consenso.

O PSD também planeja lançar candidato na cidade.

Há uma pedra no meio do caminho das oposições: o excesso de candidatos, ou pré-candidatos, pode favorecer o prefeito Gustavo Marques. Subestimar o candidato que controla a máquina, sobretudo quando há muitos nomes no páreo, é sempre um risco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.