Thiago Peixoto diz que ele e o PSD jamais apoiariam Iris Rezende no segundo turno

O deputado federal afirma que ele e Francisco Júnior saíram do PMDB porque o chefe político peemedebista impedia a renovação

Francisco Júnior, Thiago Peixoto e Vilmar Rocha: chance zero de composição com Iris Rezende no segundo turno

Francisco Júnior, Thiago Peixoto e Vilmar Rocha: chance zero de composição com Iris Rezende no segundo turno | Foto: Jornal Opção

O deputado federal Thiago Peixoto, do PSD, diz que não se ganha eleição por antecipação. Por isso, aposta em seu candidato a prefeito de Goiânia, Francisco Júnior, do PSD, até 2 de outubro, dia da eleição. Porém, como um jornal especulou sobre o apoio de Francisco Júnior para Iris Rezende, no segundo turno, o parlamentar e economista decidiu se posicionar. “Eu e o PSD não apoiaremos de maneira alguma Iris Rezende no segundo turno. Eu e Francisco Júnior saímos do PMDB exatamente porque Iris Rezende não abria espaço e não permitia a renovação, o que prova sua nova candidatura a prefeito da capital.”

Thiago Peixoto diz que nada tem de pessoal contra Iris Rezende. “Mas Iris é um político retrógrado, nada contemporâneo dos goianienses atuais. Como vive no passado, cultivando nostalgia, não é o político adequado para administrar Goiânia.”

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.