Eurípedes Júnior frisa que a conquista de um ex-presidente fortalecer o partido

Fernando Collor sofreu impeachment em 1992, quando era presidente da República. Depois de anos com os direitos políticos cassados, deu a volta por cima e se elegeu senador por Alagoas. Agora, vai trocar o PTB pelo Pros no dia 15 de janeiro.

Fernando Collor aceitou o convite do presidente nacional do Pros, Eurípedes Júnior. “Ter um senador de peso, como Fernando Collor, que foi presidente da República, fortalece o partido”, frisa Eurípedes Júnior.
O Pros tinha dois senadores, passará a ter três e, já em 2019, pode conquistar o passe de mais um.